colonias-balneares-seniores

Executivo camarário visitou seniores que participaram na primeira quinzena das colónias balneares, na Praia do Leixão, na Póvoa de Varzim. 

“Hoje vai haver pagode”, afirmava Maria Irene Sousa, batendo numa pandeireta, quando avistou o executivo camarário chegar perto da barraca onde estava sentada junto das companheiras de praia. Despachada, a mulher de S. Romão do Coronado lá explicou o sentido da afirmação: “Somos pobres, mas alegres e estamos aqui quase de graça, ainda melhor”.

Maria Irene lá confessou que as colónias balneares servem para muito mais do que para meros banhos de sol e de mar: “Eu quase que nem entro na praia. Começo a volta com o pequeno-almoço e depois vou à missa. Depois vamos ao peixe ou comprar alguma coisa que precisámos e depois vamos embora todas contentes”.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.