Durante o dia 16 de maio, 20 alunas de ballet e jazz do Alva Center foram examinadas por Vanessa Hooper. A gerente do espaço, Sílvia Cruz, falou do primeiro ano do centro.

Vinte alunas do Alva Center fizeram exames nas modalidades de ballet clássico e jazz moderno, para passar ao próximo nível de formação. Divididas por graus, as alunas foram avaliadas por Vanessa Hooper, representante da Internacional Dance Teachers Association.

Sílvia Cruz, gerente do Alva Center, contou que “há uns anos” fez “formação em jazz com a professora Márcia (Ferreira)”, da Escola Passos de Dança, tendo, “a partir daí tentado relacionar os alunos com essas avaliações”, uma vez que houve “alguma procura” para as aulas de jazz “mais até pelas alunas que anteriormente faziam danças urbanas”. “Nós temos vindo a fazer exames, juntamente com a Escola Passos de Dança e, este ano, fazia todo o sentido focarmo-nos mais um bocadinho na nossa escola, a partir do momento que abrimos o Alva Center e começamos a dar aulas de jazz”, explicou.

Com a academia a completar o primeiro ano de existência, Sílvia Cruz contou que o projeto do Alva Center está a “correr bem”, acreditando que tenha sido “uma boa aposta”, uma vez que “não se trata só de uma academia de dança”, tendo ainda “a escola de música”, o “centro de estudos e de formação”, onde é dado “apoio aos estudos e explicações individuais”, e o Alva Fight que “já deu que falar na Trofa com algumas galas e alguns prémios ganhos fora do concelho”. “Temos muita gente que dá o seu apoio, esforço e trabalho. Para o primeiro ano não estamos mal, temos uma boa equipa, boas pessoas e muita gente a procurar as nossas atividades”, assegurou.

A nível de academia de dança, o centro disponibiliza “várias modalidades para todas as idades”, entre elas “danças urbanas, break dance, zumba, dança do ventre, danças africanas, capoeira, ballet e jazz e, brevemente, danças de salão”. É nesta área que a academia tem “vários projetos neste momento”, tendo um grupo de dança sido convidado para a abertura de “uma competição de dança que vai ser divulgada pela televisão espanhola”, durante esta semana.

Já pelas 18 horas do dia 8 de junho, o Alva Center vai apresentar o seu espetáculo anual no Teatro Sá da Bandeira, no Porto, com a peça “Alice no País das Maravilhas”. Caso esteja interessado em assistir, pode comprar ou reservar os bilhetes no Alva Center ou através dos contactos da academia.

No dia 15 de agosto, a academia vai participar nas festas em honra de Nossa Senhora das Dores, apresentando “uma iniciativa focada na dança”. “Depois estamos a contar com todos os eventos que vão acontecer na Trofa, como a ExpoTrofa e talvez a Semana da Juventude. Vamos tendo propostas e animações, nas quais aproveitamos para divulgar a nossa atividade”, concluiu.