Select Page

Coordenador do núcleo de Guidões da Comissão Social de Freguesia demite-se

Coordenador do núcleo de Guidões da Comissão Social de Freguesia demite-se

O coordenador do núcleo de Guidões da CSF, José Fernando Campos, apresentou a demissão na segunda-feira, numa “reunião de emergência” convocada por Adelino Maia, presidente da Junta de Freguesia de Alvarelhos e Guidões, que, por inerência, preside à CSF.
Em causa estão “divergências” entre José Fernando Campos e Adelino Maia, que se agudizaram nos últimos tempos. Sem querer “alimentar polémicas”, José Fernando Campos explicou ao NT que “as coisas começaram a não correr tão bem depois da união de freguesias” de Alvarelhos e Guidões, que também obrigou à fusão dos núcleos da Comissão Social de Freguesia. José Fernando Campos diz que não sai a mal “com ninguém”, reconhecendo que “a culpa nunca é só de um”.
“Quero agradecer à população de Guidões por todo o apoio que nos prestou nestes seis anos em que estive ligado à Comissão, assim como a todas as empresas que, dentro das suas possibilidades, nunca nos fecharam as portas e permitiram que chegássemos a mais pessoas necessitadas. Tenho-as no meu coração. E, apesar de tudo, quero deixar um abraço ao presidente de Junta, pois as divergências não podem afetar o clima de cordialidade entre nós”, sublinhou.
José Fernando Campos quis ainda referir que da Caminhada Solidária que o núcleo de Guidões da CSF organizou resultou na “aquisição de duas camas articuladas, que foram entregues às conferências vicentinas de Alvarelhos e Guidões”.
E foi na sequência da Caminhada que, segundo Adelino Maia, o caldo entornou. Ao NT, o autarca afirmou que, na reunião de balanço da atividade, “quis confrontar” José Fernando Campos sobre “palavras menos próprias” que este teria proferido contra ele. “O José Fernando negou sempre, mas a pessoa que me contou é das minhas relações e confirmou-me mais que uma vez que ele as disse”, afirmou Adelino Maia. A reunião azedou e “houve alguns minutos de uma troca acesa de palavras”.
O presidente da Junta decidiu, posteriormente, marcar outra reunião, de carácter urgente, na segunda-feira, onde “iria demitir” o coordenador, por considerar “não haver mais condições para a sua continuidade”. Nessa ocasião, contou, José Fernando Campos acabou por “apresentar ele próprio a carta de demissão”. “Louvo o trabalho que ele fez, mas temos de trabalhar com espírito de bondade, de alegria e de alma aberta. Uma Comissão Social não é trabalhar com um ódio ou outro, mas sim dar-nos aos outros e num clima de transparência”, acrescentou.
Adelino Maia afirmou ainda que tem já “uma pessoa” em mente para “assumir” a coordenação do núcleo de Guidões da CSF, onde “algumas coisas vão ter de mudar para que tudo corra bem”.
A última iniciativa em que José Fernando Campos esteve envolvido foi na preparação do passeio a Fátima, que se realiza este domingo, 15 de maio, e que tem “confirmada a participação de 150 pessoas”, afirmou.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização