Junta de Freguesia do Muro recriou uma desfolhada à moda antiga, no Largo da Serra, no sábado, dia 14 de setembro.

Conhecida como um duro trabalho agrícola, antigamente, a desfolhada juntava família, vizinhos e amigos em torno da palha do milho, de onde se retirava a maçaroca. Os jovens eram os mais entusiasmados, pois, se encontrassem o milho rei (espiga vermelha) tinham oportunidade única de beijarem ou abraçarem as raparigas, namoradas ou até as noivas. Esta atividade era sempre acompanhada por danças e canções, ao som da concertina.

Foi esta tradição que a Junta de Freguesia do Muro recriou na noite de sábado, com o intuito de “mostrar aos mais jovens o que se fazia antigamente”, revivendo as “tradições” de uma das atividades económicas da freguesia.

Com um tempo agradável, miúdos e graúdos juntaram-se à volta do monte de palha, tirando a maçaroca e colocando-a numa cesta, tal e qual como se fazia antigamente. Para animar e acompanhar o trabalho estiveram presentes o Rancho Folclórico de Alvarelhos, o Rancho Típico S. Pedro do Avioso e um grupo de concertinas.

Com esta atividade, o presidente da Junta, Carlos Martins, também pretende “movimentar as pessoas”, proporcionando “um pouco de lazer”. “Esta é a época do milho, uma altura natural de se fazer este tipo de iniciativas. Estamos no final do verão e as pessoas, de facto, gostam e temos que preservar esta tradição”, referiu, agradecendo à população que esteve presente para “cegar o milho”, aos grupos folclóricos e de concertinas e a quem ajudou a tornar numa realidade a iniciativa.