A Associação de Futebol Porto inovou e esta época criou a Taça Distrital “Brali”. Na fase de grupos, o S. Romão estreou-se a defrontar o Raimonda e aproveitou para apresentar o novo plantel. Jogo acabou com derrota dos romanenses por 0-2.

 

Muitas caras novas entraram em campo com o símbolo romanense ao peito. Um pouco tímidos, os homens de Pedro Ribeiro iniciaram a partida mais concentrados no setor defensivo, sem darem tanta ênfase nas investidas em direção à baliza do Raimonda.

Por outro lado, os forasteiros arriscaram e, aos cinco minutos, quase marcaram, mas o lance não valeu por posição irregular.

A ameaça despertou a frente de ataque da casa sobre a urgência de chegar ao golo e Renato aproveitou o canto de Pedro Teixeira para fazer um excelente remate ao segundo poste, que poderia ter dado vantagem à casa não fosse a defesa rápida e atenta do guardião do Raimonda.

A equipa visitante era quem mais subia no terreno, enquanto o S. Romão com menos investidas conseguia finalizações mais ameaçadoras. Em cima da meia hora, Pedro Teixeira fez a bola passar pouco acima da trave.

No segundo tempo, o Raimonda ganhou vantagem no marcador através de uma bola parada. Nandinho foi chamado a converter o penalti aos 56 minutos e enganou Zé Paulo.

O responsável pelo golo fechou mais tarde o resultado final. O remate foi feito e defendido pelo guardião romanense, mas na recarga Nandinho bisou.

Confiante no seu grupo, o treinador do Raimonda mostrou-se satisfeito com o desenrolar do jogo. “A minha equipa é muito jovem e tivemos uma pré-época bastante curta, mas eu sabia que estávamos preparados para o início de campeonato”.

Sobre o novo grupo de trabalho, o técnico romanense, Pedro Ribeiro, adiantou que o plantel “ainda não está fechado, mas o grupo que até agora está dá garantias de poder fazer um campeonato tranquilo”.

Sem se remeter a objetivos concretos na tabela classificativa, o treinador garantiu que a “maior parte dos atletas já joga há algum tempo” e que, durante a semana que antecedeu o jogo em que trabalharam “mais em termos táticos”, viu “as potencialidades” do plantel. “Mais importante é a consciência dos seus desempenhos e eles têm noção do que têm de progredir e que têm capacidades para o fazer”, afirmou.

Focando-se no jogo, o treinador denotou que foi “um bom jogo”, onde foram criadas “oportunidades”, mas sem marcarem golos. “Óbvio que ainda há lacunas em alguns setores e é isso que vamos trabalhar para melhorar”, acredita.

Pedro Ribeiro reforçou o apelo que tinha feito à comunidade na época passada: “O S. Romão é um clube pobre e precisa do apoio de todos. Enquanto eu estiver aqui estarei sempre para ajudar e penso que mais gente devia olhar com carinho para este clube”.

Ainda na fase de grupos da Taça Distrital “Brali”, o S. Romão vai defrontar o Medense no próximo fim de semana e dia 28 recebe o Frazão. Os vencedores da competição poderão, na próxima época, disputar a Taça de Portugal.

  

Plantel 2013/2014

1 – Lopes

2 – Rocha

3 – Márcio Cunha

4 – Pedro Pinto

6 – Dani

7 – Renato

8 – Garrido

9 – Patrick

10 – Pedro Teixeira

11 – Rafael Osório

12 – Nuno Ferreira

13 – Pires

14 – Pedro Gomes

15 – Vítor

16 – Pelé

17 – João Ferreira

18 – Fábio Sá

19 – Fábio

20 – Robert

21 – Filipe Lopes

22 – Jorge Reis

23 – Mauro

24 – Bruno Carvalho

30 – Zé Paulo

 

Treinador – Pedro Ribeiro

Treinador Adjunto – Ricardo Vieira

Treinador Guarda-Redes – Jorge

Massagista – Vieira

Presidente – Rui Damasceno