Foi em ambiente de festa, até com fogo de artifício, que Nuno Crato, ministro da Educação, apadrinhou a inauguração dos centros escolares de Ribeirão e Telhado, no concelho de Vila Nova de Famalicão.

Nuno Crato elogiou o executivo famalicense, liderado por Armindo Costa, enaltecendo “o envolvimento direto da autarquia de Famalicão na educação, tomando a seu cargo o investimento”. “É um abuso eu estar aqui a inaugurar estas escolas, pois este papel pertence ao presidente da Câmara Municipal”, referiu o ministro. Os dois novos centros escolares fazem parte de um plano de modernização do parque escolar do concelho de Famalicão, que envolveu a construção de seis novas escolas e um investimento total de cerca de 15 milhões de euros.

A funcionar desde setembro estão as escolas de Ribeirão, Telhado, Joane e Luís de Camões, no centro da cidade. Em fase de conclusão estão os centros escolares de Louro e Antas. Para Armindo Costa, com a construção das seis novas escolas “a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão pode orgulhar-se de ter sido o agente ativo de uma grande reforma do parque escolar do Ensino Básico, que é hoje um parque escolar de excelência”.

O autarca lembrou ainda “as obras de ampliação e modernização das escolas secundárias Camilo Castelo Branco e D. Sancho I” que conta “com a ação direta do Ministério da Educação”. O autarca salientou ainda que “Famalicão, um concelho com 140 mil habitantes, é um exemplo no investimento canalizado para a construção de novas escolas”, referindo-se aos “40 milhões de euros” investidos no setor da Educação.

Além das salas de aula equipadas com materiais didáticos, as escolas têm biblioteca, ciberteca, área de música, teatro, laboratórios, entre outros espaços multifuncionais.

 {fcomment}