O salão polivalente dos Bombeiros Voluntários da Trofa acolheu a primeira angariação de dadores de medula óssea, promovida pelo Lions Clube da Trofa e Banco Municipal Virtual de Medula Óssea da Trofa.

Com o objetivo de angariar novos dadores de medula óssea, o Lions Clube da Trofa organizou na manhã de sábado, dia 16 de junho, a primeira colheita. Cerca de 40 pessoas participaram nas dádivas de medula óssea que, segundo José Carneiro, responsável pelo pelouro do sangue do Lions Clube da Trofa, teve “um bom resultado”, com a comunidade a corresponder bem à inscrição no Banco Municipal, o que é “muito bom”. “Esta é a primeira angariação inserida no protocolo elaborado entre juntas de freguesia e a Câmara Municipal da Trofa. As expectativas estavam mais ou menos dentro do normal previsto embora sempre com um bocadinho de sacrifício e de trabalho. Mas vamos lá chegar”, asseverou.

Em simultâneo, decorreu uma recolha de sangue para os doentes do Hospital de S. João, do Porto. Compareceram 99 dadores, tendo sido concretizadas 89 colheitas. Segundo o responsável pelo pelouro do sangue, tem-se denotado uma diminuição dos dadores, por o governo “tirar a campanha de direitos à taxa moderadora”. Uma atitude, na sua opinião, “negativa”, pois desmotiva um pouco os dadores, que se têm queixado desta atitude.

José Carneiro relembrou que é importante continuar com esta recolha de sangue e de medula óssea, pois “amanhã podemos ter uma pessoa que precisa de sangue e se os hospitais não tiverem, nós é que padecemos”.

{fcomment}