espectaculo-ballet 

“Numa manhã de Inverno, um pequeno rapaz chamado João acorda e descobre que lá fora está tudo coberto de neve. Cheio de alegria o João corre para o jardim e começa a construir um boneco de neve. À meia-noite o João acorda e decide ir ver o seu boneco. Sai de casa e não pode acreditar no que os seus olhos vêem … o seu boneco de neve ganhou vida”. Este é o início da história contada através do bailado de 22 alunas da Escola de Dança da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado, no passado sábado.

“Proporcionar um momento natalício através da dança” era o objectivo das alunas e professora, que coordenou todo o espectáculo. “Até hoje organizámos sempre o espectáculo de final de ano lectivo, mas eu sempre tive vontade de festejar o Natal com um espectáculo diferente. Daí termos feito esta adaptação do “Boneco de Neve” de Raymond Briggs, que para quem não conhece aconselho a procurar, é umas das histórias de Natal mais bonitas para crianças”, esclareceu a professora, directora artística e pedagógica da escola, Márcia Ferreira.

A fantasia e a aventura invadiram o Salão da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado que acolheu cerca de 150 pessoas que não quiseram perder este espectáculo.

“Satisfeita” com a adesão da população ao espectáculo, Márcia Ferreira lembrou o empenho de várias pessoas que fizeram com que o espectáculo “O Boneco de Neve” fosse uma realidade.

“Eu própria, a Junta de Freguesia através dos seus funcionários e executivo e alguns pais das alunas que também dão a sua preciosa ajuda quando necessário e contamos sempre com a ajuda de duas jovens que trabalham connosco directamente, a Filipa e a Diana que nos ajudam imenso”, afirmou.

Mas as artistas, as 22 alunas, que preparavam este espectáculo desde Setembro, deram cara ao projecto e foram agraciadas pelas horas de ensaios extra para conseguir pôr em palco esta aventura e história de uma amizade improvável entre um boneco de neve e um menino.

“É uma mensagem de fantasia natalícia e de amizade entre duas personagens improváveis. Um boneco de neve que ganha vida e que vive aventuras com o pequeno menino que o construiu. Uma mensagem própria para o imaginário infantil”, concluiu.