Ânimo extra para entrar bem no campeonato

O Clube Académico da Trofa venceu a segunda edição do seu torneio, organizado no passado fim-de-semana, em parceria com a Câmara Municipal da Trofa.

 O pavilhão desportivo da Escola EB 2,3 de S. Romão do Coronado acolheu 14 equipas de voleibol feminino dos escalões de infantis, juvenis, juniores e seniores.

A equipa sénior, actual campeã da Divisão A1, venceu o torneio, derrotando todas as outras participantes, Leixões, Sports Madeira e Gueifães.

Apesar de algum "atraso temporal" em relação a outras escolas de formação, a aposta nas camadas jovens também começa a dar frutos, já que as atletas infantis venceram o torneio, impondo uma derrota pela margem máxima ao Boavista e batendo o A.S. Mamede por 2-1.

Juvenis e juniores trofenses alcançaram o segundo lugar, ficando atrás do Vilacondense. Enquanto as juvenis perderam com o Colégio do Calvão, por 3-1, as juniores apenas não conseguiram ser superiores ao vencedor do seu escalão.

O primeiro jogo do torneio, na sexta-feira, opôs Gueifães e Leixões, com a vitória a sorrir às leixonenses, pela margem máxima. No segundo jogo, o CAT venceu o Sports Madeira, por 3-0.

No dia seguinte as trofenses voltaram a impor uma derrota por três parciais a zero, desta feita ao Leixões, enquanto o Gueifães foi superior ao Sports Madeira, vencendo por 3-0. Os últimos jogos ditaram o vencedor, o CAT, que completou o pleno de vitórias sobre o Gueifães, sem sofrer qualquer parcial de desvantagem. Já as madeirenses bateram o Leixões, por 3-1.

Este torneio foi encarado pelo treinador da equipa da Trofa, Manuel Barbosa, como "um bom ensaio" a uma semana de começar o campeonato. Fazer a dobradinha, com a conquista da Divisão A1 e Taça de Portugal é o objectivo renovado da equipa, que esta temporada conta com apenas duas caras novas. Tamara, ex-Sports Madeira, e Maria Carlos, ex-Desportivo da Póvoa, foram as únicas atletas que "interessaram" à equipa técnica para reforçar o plantel.

Manuel Barbosa considera que o campeonato "vai ser muito competitivo pela forma como as outras equipas se reforçaram, como Ribeirense, Gueifães, Sports Madeira e até o Clube K e o Câmara de Lobos".

O técnico salientou ainda a "boa prestação" das equipas das camadas jovens, partilhando a mesma opinião que o presidente, Tiago Vasconcelos. A meta para esta temporada "é fazer melhor que a anterior e já tivemos o primeiro sinal das infantis que venceram, pela primeira vez, um torneio".

Para a equipa sénior Tiago Vasconcelos espera que "o campeonato e a Taça sejam conquistados", mas não deixou de frisar que "para além de todo o trabalho que tem sido desenvolvido também é preciso uma pontinha de sorte".

"Este torneio serviu para dar ânimo e criar uma dose de motivação para encarar os desafios futuros", concluiu.