Trofense deixou hoje o último lugar da classificação da Liga de Honra de futebol, com a vitória sofrida frente ao Leixões, em Matosinhos, por 3-2, em jogo da 11.ª jornada.

No jogo de estreia do técnico João Eusébio, que assistiu ao encontro num camarote do Estádio do Mar, o Trofense sofreu bastante para conquistar os três pontos, valendo os golos de Pedro Araújo, de grande penalidade, Edu e Pedro Santos.

Durante a primeira parte, a equipa da Trofa teve as melhores oportunidades e não perdoou na finalização, justificando, deste modo a vantagem que, ao intervalo, se impunha.

A melhor oportunidade do Leixões, no primeiro tempo, aconteceu logo aos 08 minutos, com Luís Silva a rematar, dentro da área, mas a bola acabou por ser intercetada pelo defesa Santos.

Depois disso, a equipa do Mar lutou contra um Trofense bem organizado defensivamente e que acabou por se revelar muito forte no contra-ataque.

Feliz, aos 15 minutos, dentro da grande área, numa posição privilegiada para rematar à baliza, optou por fazer o passe, deixando Joel cortar para canto.

O golo ocorreu aos 35 minutos, na marcação de uma grande penalidade. Depois de uma assistência de Edu, André Carvalhas foi travado em falta pelo guarda-redes Fonseca. Pedro Araújo converteu o castigo máximo com êxito.

Na segunda parte, o Leixões entrou mais organizado e pressionante, a dominar a posse de bola, no entanto, sem conseguir entrar na defesa do Trofense.

Mesmo assim, foi a equipa da Trofa quem chegou novamente ao golo, por intermédio de Edu.

Na resposta, Moisés isola-se em frente à baliza de Pedro Trigueira mas remata contra o guardião.

Aos 80 minutos, o Leixões fez a melhor jogada de todo o encontro, que acabou por resultar em golo. Após uma boa combinação entre Moisés e Hernâni, Jumisse, dentro da pequena área, encostou e reduziu para o Leixões.

Dois minutos depois, novamente Jumisse levantou o estádio, ao empatar novamente a partida.

Os matosinhenses ainda tiveram oportunidade de se colocar na frente do marcador, quando Fausto surpreendeu Pedro Trigueira, mas o árbitro assinalou prontamente fora de jogo.

Enquanto o Leixões pressionava para sair vencedor do encontro, Pedro Santos, depois de um canto marcado por André Carvalhas, carimbou o triunfo sofrido do Trofense.

Numa semana em que o Leixões viu a possibilidade de municipalização do Estádio do Mar ser negada pelo Tribunal de Contas (TC), os adeptos colocaram faixas de apoio ao clube, com as mensagens: “O TC chumbou mas não nos derrubou. A luta continua”.

Jogo no Estádio do Mar, em Matosinhos.

Leixões – Trofense, 2-3.

Ao intervalo: 0-1.

Marcadores:

0-1, Pedro Araújo, 35 minutos (gp).

0-2, Edu, 65.

1-2, Jumisse, 80.

2-2, Jumisse, 82.

2-3, Pedro Santos, 88.

Equipas:

– Leixões: Fonseca, Paulinho, Joel (Feliciano, 66), Marcelo, Florent, Luís Silva (Hernâni, 42), Paulo Tavares, Jumisse, Fausto, Moisés, Wesllem (Diego Mourão, 66).

(Suplentes: Waldson, Zé Pedro, Hernâni, Feliciano, André Carvalho, Tiago Costa, Diego Mourão).

– Trofense: Pedro Trigueira, João Viana, Elvis, Santos, Pedro Araújo, Tiago, Edu (Janderson, 87), Pedro Santos (André Viana, 90), André Carvalhas, Crivellaro, Feliz (João Pereira, 73).

(Suplentes: Marco, João Pereira, Fábio Fortes, Fábio Moura, André Viana, Janderson).

Árbitro: Artur Soares Dias (Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Crivellaro (11), Luís Silva (13), Fausto (21), Fonseca (34), Pedro Santos (62), Diego Mourão (83) e João Viana (90).

Assistência: Cerca de 1.200 espectadores.

Lusa

{fcomment}