Susana Moreira é a nova presidente do Lions Clube da Trofa, que tomou posse num jantar no restaurante O Bêco, em S. Romão do Coronado, no sábado. O Clube comemorou o 33º aniversário.

“Construir caminhos para um mundo melhor” é o objectivo de todos os Lions e também da nova presidente do clube trofense, Susana Moreira. A passagem do testemunho de Joaquim Oliveira para a nova presidente aconteceu no dia em que foram comemorados os 33 anos do Lions Clube da Trofa ao serviço da comunidade.

Susana Moreira garante “procurar a mudança atendendo ao contexto” tendo como lema: “De todos, com todos e para todos”. “Os meus objectivos no fundo, vão ser prosseguir o bom trabalho dos Lions, que já decorre desde há vários anos no Pelouro do sangue, em que angariamos dadores de sangue e organizamos dádivas de sangue para o Hospital de São João, e só isso já é um trabalho muito meritório”, adiantou à margem da cerimónia de passagem do testemunho.

No entanto Susana Moreira anunciou a intenção de “ter outras actividades paralelas”, mas “fazer pouco e bem”. “Sabemos também que os tempos não estão fáceis e portanto tencionamos ser efectivos e não só dizer que vamos fazer e depois acabar por não acontecer, vamos ainda estudar e atempadamente surgirão actividades novas para complementar o nosso serviço”, acrescentou.

A saudação das bandeiras, a leitura do código de ética e a transmissão de tarefas foram alguns dos momentos tradicionais que marcaram o jantar que juntou os membros do clube trofense e dos vários clubes lionísticos vizinhos.

Foi perante mais de 100 Lions que Joaquim Oliveira conduziu a cerimónia de passagem de testemunho, fazendo um “balanço positivo” do seu mandato. “Fizemos efectivamente tudo aquilo que pensávamos fazer, mas embora fazendo um balanço retroactivo, se calhar podíamos ter feito mais alguma coisa”, confessou o ex-presidente do clube. Isto porque de acordo com o membro Lions, a área do apoio social é considerada uma das mais fragilizadas.

A equipa maioritariamente feminina que lhe segue “vai ter sucesso”, garantiu Joaquim Oliveira. “Não tenho dúvidas nenhumas, as mulheres têm uma capacidade de trabalho, matematicidade, uma teimosia própria de arranjar energias onde os homens não sonham que elas vão buscar”, concluiu.

A Direcção do ano lionístico 2010/2011 é formada pela presidente Susana Moreira, secretária Lúcia Oliveira e tesoureira Fernanda Costa.

 

Dar as mãos para evitar caos social

José Magalhães Moreira, vice-presidente da autarquia trofense e membro do Lions há já 10 anos, recordou o ano Lionístico no qual foi presidente em 2004/2005 e mostrou confiança na equipa presidida pela filha. “É uma equipa que é predominantemente feminina, o que nunca tinha sucedido no Lions Clube da Trofa e estou convencido de que vão dar cartas, porque vejo-as animadas e de propósitos muito firmes e penso que são capazes de suplantar o trabalho que até agora foi feito pelos homens”, afirmou.

Acreditando que “a autarquia e o Estado, cada vez vão dispor de menos meios para poder fazer a acção social”, o autarca garante que será a sociedade civil e clubes como o Lions que terão de “dar as mãos no sentido de evitar que o país caia num caos social”.