Rotaract Clube da Trofa promoveu seminários sobre “A mulher e a sua saúde”, quebrando alguns tabus sobre a saúde feminina.

Emília Ramos foi com a neta ao seminário sobre saúde feminina promovido pelo Rotaract Clube de Trofa no sábado. No auditório da Junta de Freguesia de Santiago de Bougado, avó e neta ouviram especialistas falarem sobre problemas de saúde ligados à área da ginecologia e obstetrícia. Apesar de nunca ter tido um problema de saúde grave, Emília já foi “operada ao peito, há muitos anos atrás, quando a filha nasceu”, mas “já passou”. Agora, apenas tem que fazer exames de vigilância uma vez por ano.. “Estas iniciativas são importantes” garantiu a mulher de 72 anos e residente em S. Romão do Coronado.

“A mulher e a sua saúde” contou com a participação de médicos especialistas em ginecologia, clínica geral, cirurgia plástica e reumatologia, nomeadamente, Marina Moucho, Paula Serdoeira, Maria da Graça e Manuel Maia. Durante a tarde, foram abordados os problemas e riscos que podem afectar a saúde da mulher, respondendo assim a dúvidas e esclarecendo alguns possíveis mitos.

A ideia para a realização deste seminário surgiu com a vontade do Rotaract “fazer uma actividade direccionada a toda a comunidade, mas também ligada à saúde”, explicou Sandra Reis, presidente do movimento. “Este ano três mulheres ocupam o cargo de presidente nos movimentos ligados ao Rotary, por isso, nada melhor do que desenvolver uma actividade dedicada especialmente à mulher. Daí surgiu o seminário sobre saúde feminina”, explicou.

A jovem responsável pelo Rotaract Clube da Trofa, salientou que “é importante alertar as mulheres para várias doenças que costumam surgir, de forma a que elas possam recolher informações junto dos médicos, ao mesmo tempo que se tornam capazes de detectar alterações no seu corpo”. “Esse foi o principal objectivo”, garantiu.

No seminário estiveram, também, presentes Joana Lima, presidente da Câmara Municipal da Trofa, Teresa Fernandes, vereadora, e Mafalda Cunha, presidente do Rotary Clube da Trofa, que deram, assim, o seu apoio à iniciativa.

O Rotaract Clube da Trofa tem já agendada para o dia 5 de Julho uma nova actividade XXXX

 

Auditório sem condições para pessoas de mobilidade reduzida

Sandra Reis é a presidente do Rotaract Clube da Trofa e, como tal, uma das pessoas que compuseram o painel do seminário de sábado. No entanto, Sandra é também uma jovem com mobilidade reduzida, uma vez que necessita de uma cadeira de rodas para se deslocar e, no auditório da Junta de Santiago de Bougado, teve de ser transportada ao “colo” para conseguir ocupar o seu lugar entre os convidados. Uma situação que seria evitada se o espaço incluísse um acesso ao palco para pessoas com mobilidade condicionada.