Durante uma manhã, os participantes da Rota do Castro de Alvarelhos ficaram a conhecer a freguesia e o monumento elevado a Património Nacional há um século.

O ponto de encontro era a Junta de Freguesia de Alvarelhos e, no domingo de manhã, 17 de Outubro, à hora marcada, mais de uma centena de participantes partiu à descoberta do Castro. Promovida pelo Clube de Campismo da Trofa – Secção de Pedestrianismo e pela Câmara Municipal da Trofa, a Rota do Castro de Alvarelhos percorreu vários pontos de interesse da freguesia e deu a conhecer de forma mais detalhada o Castro de Alvarelhos, através das explicações de Gilda Pinto, arqueóloga da Casa da Cultura da Trofa. Esta iniciativa surge inserida nas comemorações do centenário da elevação do monumento a Património Nacional, que se comemora este ano.

Na sede da Junta de Freguesia, os amantes do pedestrianismo puderam visitar a exposição sobre o Castro. De acordo com a organização, “a freguesia de Alvarelhos é riquíssima em história e cultura”. Assim, para além do Castro, foram “pontos importantes de passagem” a Quinta do Arco, a Quinta do Paiço, os Moinhos da Fonte, a Igreja Paroquial de Alvarelhos e o Museu de Arte Sacra. Ao longo de todo o percurso, foi também possível descobrir a flora existente, sobretudo os castanheiros, onde já se notam as castanhas, lembrando que a época dos magustos se aproxima. As cores outonais faziam notar-se um pouco por toda a parte. “Era visível a alegria e satisfação estampada no rosto de todos os participantes, com vontade de mais tarde voltarem a Alvarelhos”, atestou a mesma fonte.

Esta actividade contou com o apoio dos Restauradores da Granja (Fafe), da Junta de Freguesia e da paróquia de Alvarelhos, da ADAPTA – Associação para a Defesa do Ambiente e do Património na Região da Trofa, e dos Agrupamentos de escuteiros do concelho.