O condutor de um veículo de marca Mercedes, residente no concelho da Trofa, foi sequestrado e agredido por desconhecidos em pleno centro da cidade da Trofa. Os indivíduos acabaram por libertar o homem que teve de receber tratamento hospitalar.

Um homem foi raptado esta esta terça-feira cerca das 23 horas, na Avenida das Pateiras na Trofa. Desconhecidos terão barrado o condutor que circulava num veículo de marca Mercedes, naquela artéria da cidade, partiram o vidro da porta e sob ameaça terão obrigado o condutor a abandonar a sua viatura.

Os assaltantes levaram o homem para o lugar da Reguenga, em Santo Tirso, onde alegadamente o terão espancado e abandonado.

O NT falou com alguns moradores da rua que ouviram vidros a partir, mas pensaram tratar-se de miúdos que habitualmente jogam à bola nas vivendas das proximidades.

O alerta foi dado à Guarda Nacional Republicana da Trofa por uma moradora, que se apercebeu de que o carro estava parado na rua e parecia não ter ninguém no seu interior. Alarmada, e depois de confirmar que o carro estava abandonado no meio da rua e com o vidro partido, alertou as autoridades policiais.

Rapidamente se juntaram várias pessoas que encetaram uma busca, que durou aproximadamente uma hora e meia.

A vítima acabou por entrar em contacto com familiares que alegadamente o terão ido buscar a Santo Tirso, próximo da Reguenga, na EN 105 que liga a cidade tirsense ao Porto. O homem foi encaminhado para o Hospital da Trofa onde recebeu tratamento hospitalar.

Desconhecem-se as motivações deste crime já que a vítima, segundo o NT conseguiu apurar junto de fonte próxima da família, não tinha problemas com ninguém, ficando ainda em aberto a possibilidade de ter-se tratado de um engano, já que os indivíduos não roubaram nenhum objecto.

A Avenida das Pateiras está sem luz pública desde sábado à noite, o que terá facilitado a vida aos assaltantes já que a visibilidade era, esta terça-feira à noite quase nula.

O NT sabe que os moradores já contactaram o serviços da EDP para restabelecer a iluminação e à hora do fecho desta edição alguns dos postes já estavam com a lâmpadas ligadas.