Select Page

Presidente da Junta lamenta pouca participação dos covelenses

Presidente da Junta lamenta pouca participação dos covelenses

É pena não termos uma Assembleia mais participada por parte dos covelenses”. O desabafo foi do presidente da Junta de Freguesia de Covelas, Feliciano Castro, à margem da sessão ordinária da Assembleia de Freguesia, que se realizou na noite de terça-feira, 16 de dezembro.
Sem público presente na sessão, Feliciano Castro não sabe que interpretação tirar: “Se está tudo bem ou mal”. “Denota-se que há um desinteresse pelas coisas da freguesia. Depois criticam nos cafés e assim, mas nos sítios certos não vêm apresentar sugestões. Acho que através da discussão é que as pessoas se entendem”, completou.
Voltando à ordem do dia, o presidente referiu que a Junta “mantem saldo positivo” e justificou que “as obras não têm sido muitas”, uma vez que estão “a dias do alargamento do cemitério e a canalizar o maior valor possível”. “Quando as obras começarem, o dinheiro vai fugir depressa. Tudo o que pudermos poupar não será muito”, denotou.
Sobre as obras do alargamento do cemitério, Feliciano Castro afirmou que “não têm andado com a rapidez” que deseja, tendo “esta semana” enviado “uma resposta para a CCDR-Norte”. “Será necessário fazer estudos de obras no cemitério, que se pensaria que já estariam muito mais evoluídas, mas não está tudo feito como estava previsto”, explicou, enumerando “os projetos de especialidades nas casas de banho e um espaço para arrecadação, que em termos de projeto ainda não está feito”.
O presidente da Junta contou ainda que “está prometido” que vai arrancar o “saneamento básico em 2015”, nos lugares de “Outeiro e Querelêdo”.
Na sessão foram aprovados, por unanimidade, o Plano Plurianual de Investimento (PPI) e Orçamento para o ano de 2015 e a Tabela de Taxas. Feliciano Castro afirmou que o orçamento “não difere muito do ano passado”, porque “as verbas não vão ser muito diferentes”. Já sobre as intervenções que constam no PPI destacou o “arranjo da zona envolvente ao cemitério, do cruzeiro para baixo”, a “construção de algumas fundações no cemitério atual” e “pequenas repavimentações em algumas ruas”.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização