A Associação ASAS construiu o “maior coração da Trofa” para assinalar o Dia Internacional das Famílias. Participaram mais de 200 pessoas. Nem o capricho de São Pedro, que enviou alguns aguaceiros, demoveu as mais de 200 pessoas que formaram o maior coração humano da Trofa. A ideia partiu do Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP) da associação ASAS, que não quis deixar passar em claro o Dia Internacional das Famílias, assinalado a 15 de maio.

Apesar da chuva, jovens, adultos seniores, escuteiros, pessoas integradas noutras instituições e outras apenas movidas pelo espírito da iniciativa, reuniram-se no centro do relvado do Estádio do Clube Desportivo Trofense para formar o coração, símbolo da força e da união. Num mês dedicado à família, Helena Oliveira, presidente da ASAS, assegurou que o importante é “juntar pais, avós e os filhos” para valorizarem o sentido da palavra “família”. 

 

A associação esperava contar com cerca de mil pessoas, mas a chuva impediu que o objetivo se concretizasse. No entanto, Helena Oliveira não desanima: “Estavam seguramente aqueles que quiseram estar solidários com a iniciativa”. Foram algumas as associações que se solidarizaram com esta atividade, como “a Câmara Municipal da Trofa e a Misericórdia da Trofa”, elementos da ASAS, mesmo das valências de Santo Tirso, e muitos escuteiros, aos quais Helena Oliveira deixou uma palavra de agradecimento “por terem interrompido a sua ação (acampamento da Fraternidade Nuno Álvares) para estarem presentes neste evento”. “Foi uma belíssima atitude que só é possível com o espírito do escutismo”, acrescentou. Joana Lima, presidente da Câmara Municipal da Trofa, Magalhães Moreira, vice-presidente da autarquia, José Sá, presidente da Junta de S.Martinho de Bougado e o pároco de S.Martinho, Luciano Lagoa fizeram questão de se associar à iniciativa e ajudaram a construir o coração humano.

Com o coração formado, foi através do seu hino que a ASAS exaltou a importância de valores como carinho, afeto e união para a vida de todas as crianças, especialmente, as que são acolhidas por instituições. A tarde continuou com animação musical e outras atividades. 

{fcomment}