Os cristãos ortodoxos da Trofa celebraram o Natal na noite de 6 de janeiro, na Igreja Matriz de S. Martinho de Bougado. A celebração consistiu na realização da divina liturgia (a missa dos católicos), ou seja, a celebração eucarística no rito bizantino.
A grande diferença entre o Natal da Igreja Católica e o da Igreja Ortodoxa é que, enquanto esta segue o calendário juliano, criado por Júlio César em 45 a.C., os cristãos católicos comemoram a festa de Natal pelo calendário gregoriano, que foi proposto e decidido pelo Papa Gregório XIII, em 1582.
Para os ortodoxos, a festa de Natal é uma das mais importantes do ano, sendo precedida por 40 dias de jejum, que começa a 15 de novembro, tal como os cristãos católicos fazem na Quaresma. A festa tem início na véspera de Natal (6 de janeiro) e termina com a festa da Epifania. Normalmente, na véspera os critãos ortodoxos jejuam até ao anoitecer, ao aparecimento da primeira estrela. Quando ela é avistada, as pessoas preparam a mesa para a Santa Ceia, composta por 12 pratos, simbolizando os 12 apóstolos de Jesus, com variedades de peixe.