Luís Cameirão apresentou publicamente, a 5 de janeiro, no auditório da AEBA, a candidatura à concelhia da Trofa do Partido Socialista (PS). Sob o lema “Trofa. Mudar, Unir, Vencer”, o socialista apresentou cinco motivos que o levaram a aceitar mais um desafio político.

Com ligações ao PS desde os 16 anos, Luís Cameirão, advogado e candidato à Assembleia Municipal nas últimas eleições autárquicas, avança agora para a liderança da Comissão Política Concelhia do PS da Trofa.
Depois de Marco Ferreira ter anunciado que não avançaria para a recandidatura, por motivos “pessoais” e “políticos”, Luís Cameirão assumiu o compromisso de ser candidato ao cargo e evidenciou cinco motivos: “Criar uma cultura de dever e participação cívica; contribuir, ainda que modestamente, a partir do órgão político local, para o debate e aprofundamento do socialismo e da social-democracia levando a nossa voz aos órgãos da direção nacional do PS; a responsabilidade de fazer a pequena coisa, que, em conjunto com todos os outros de boa vontade, farão a enorme ação transformadora que faz o mundo mudar; a Comissão Política do PS tem que ter ideias bem claras quanto ao que quer para a Trofa, e tem de ter uma voz bem forte para o reclamar seja de quem for; união entre todos os socialistas da Trofa, entre os socialistas e os cidadãos trofenses”.
Luís Cameirão espera ainda pautar a sua ação tendo por base a “pluralidade no pensamento, unidade nas ações, rigor e transparência”.
Amadeu Dias, candidato do PS à Câmara Municipal da Trofa, aceitou “prontamente” o convite para ser mandatário da candidatura de Luís Cameirão por lhe reconhecer “capacidades políticas e humanas e uma grande participação e dedicação à causa pública”. O socialista está certo que o candidato “apostará no rejuvenescimento necessário do partido”. “O Luís não vai esquecer o legado que ele ajudou a construir, com os nossos militantes mais seniores, mas também dará espaço para que a juventude, que mostrou sempre estar ao lado do PS, tenha o seu espaço e oportunidade. O partido será tanto melhor quanto maior for o equilíbrio entre o legado daqueles que fizeram a história do partido e aqueles que construirão o presente e futuro do mesmo”, adiantou.
“Mudar, por ser preciso, unir o que está disperso, vencer para que todos possam ter melhor, são o caminho que juntos vamos percorrer”, anunciou como lema Amadeu Dias, crente de que desta forma o PS Trofa “vai continuar o seu trabalho de aproximação aos trofenses, apresentando-se como um partido que pautará a sua ação com responsabilidade, colaboração, fiscalização e participação”. Luís Cameirão é, até ao momento, candidato único. As eleições decorrem a 20 de janeiro.