O andor de Nossa Senhora de Fátima saiu à rua em Guidões, pela mãos dos paroquianos e do Grupo de Jovens S. João Baptista de Guidões.

Ainda o céu não estava coberto pela escuridão da noite, no domingo, 12 de maio, e já a imagem de Nossa Senhora de Fátima era conduzida em procissão desde a rua das Oliveiras até à Igreja Paroquial de Guidões. A fé na “Senhora de Fátima” leva dezenas todos os anos a percorrer as ruas, rezando e cantando louvores.

O Grupo de Jovens S. João Baptista de Guidões levou a cabo a iniciativa, com cenários vivos que retratam os mistérios do rosário, todos os fiéis puderam ”interiorizar melhor a mensagem transmitida por Maria e Jesus”, conforme explicou Rita Maia, responsável do grupo. “Vivemos a fé de uma forma diferente, pois embora não possamos acompanhar todo o percurso rezando o terço, os nossos pensamentos estão ao longo de todo o dia na importância de fazer um bom trabalho, sobretudo aos olhos de Jesus”, acrescentou.

Neste dia, escolhido “devido à proximidade com o 13 de maio”, o andor seguiu o caminho traçado pelos tapetes coloridos até à Igreja, onde, durante a eucaristia, o pároco José Ramos enalteceu o trabalho dos jovens: “Os quadros encenados eram, na sua simplicidade, muito bonitos”.

 A procissão de velas envolveu toda a comunidade, como frisou Rita Maia: “É um verdadeiro trabalho de equipa”. “O Grupo de Jovens prepara os textos e os cenários, enquanto as pessoas cujas habitações são nas ruas por onde passa o andor perdem horas a elaborar o tapete de flores. Este ano, o andor foi enfeitado pela Fábrica da Igreja”.

O grupo de jovens continuará a recitar o terço até domingo, dia 19 de maio, altura em que passará o testemunho a outro movimento paroquial. No mês de maio, a Igreja Paroquial abre diariamente as portas para a recitação do terço, promovida por vários grupos religiosos.