Nova cara, novo recomeço, nova ambição. É a nova fase da vida da ImoTrofa, empresa imobiliária, que requalificou as instalações da loja, situada no centro da cidade da Trofa, junto ao posto de abastecimento de combustível BP, para responder aos novos desafios do setor. Tornar a marca líder de mercado na Trofa é o propósito da gerência de Pedro Martins e Sérgio Vale, que adquiriram a empresa em agosto de 2019 e elaboraram um conceito que promete revolucionar a forma de operar no ramo imobiliário.

Pedro Martins revela que esta “espécie de recomeço” traz também “uma nova metodologia”, mais recursos humanos e a “afirmação de uma marca local” preparada para uma “nova forma de operar no mercado”. “Queremos fazer da ImoTrofa uma imobiliária local líder de mercado”, salientou.

O véu foi ligeiramente levantado e a estratégia é ambiciosa, num mercado com ganas de responder às necessidades dos clientes e tendo sempre em consideração o slogan da empresa: “A confiança é a nossa marca”.

“Cada negócio é um negócio, cada cliente é um cliente e é para ele que vamos trabalhar. Ou seja, a marca é da cidade, pelo que estaremos circunscritos ao mercado da Trofa e é nele que vamos operar. Vamos é aprofundar o relacionamento entre aquilo que é a mediação imobiliária, a confiança que os nossos clientes, compradores e vendedores, depositarem em nós e transformar isso num negócio claro, em que todas as partes envolvidas fiquem plenamente satisfeitas”, sublinhou Pedro Martins.

O carisma e a competência definem a equipa de trabalho da Imotrofa, que ao mercado de imobiliária tradicional apresenta aos clientes uma ferramenta desenvolvida em parceria com a Plano Cúbico, empresa de arquitetura, engenharia e construção, designada de projeto “Imo Chave na Mão”. Mas o grande passo será dado com os “grandes investimentos” para aumentar a oferta, através da “rede de investidores” que os responsáveis da imobiliária capitalizam através do know-how que têm das outras empresas que representam. “Vamos trazê-los à cidade para desenvolverem projetos de grande envergadura, sempre ligados à construção, que é isso que queremos explorar e o que faz falta no mercado”, explicou.

A “construção nova, diferenciada” e resultado de “novas ideias” é o grande horizonte da ImoTrofa, que, fruto de um conhecimento profundo da realidade imobiliária do concelho, poderá corresponder aos principais anseios de quem quer comprar ou vender casa.

“O mercado da Trofa tem algumas especificidades que nos vai permitir intervir cirurgicamente. Conhecemos a realidade de rua a rua , sabemos o que existe, do que não existe e do que faz falta. E, atualmente, há uma procura que excede largamente a oferta e que tem uma carência específica em função da faixa etária da população e do tipo de habitação que se pretende. Depois de nos estruturarmos fisicamente e de apresentarmos uma nova imagem, vamos agora passar à ação”, revelou Pedro Martins.
Para que o negócio progrida, a ImoTrofa conta com uma rede de parceiros ligados às principais instituições bancárias, que estiveram representadas no dia da inauguração das novas instalações da imobiliária.

Tânia Antunes, do balcão BPI da Trofa, reconhece que esta é uma “parceira importante”, com quem mantém uma “relação de proximidade” para a “captação de clientes em conjunto”. “É ImoTrofa é um parceiro que nos dá segurança”, salientou.

Já Márcio Magalhães, do Banco CTT, frisa a importância de uma “relação de proximidade”, que permite “celeridade e eficácia nos processo”. “Assim como a ImoTrofa querem crescer, nós queremos crescer com a ImoTrofa”, atestou.