Select Page

Feira de Natal no Coronado

Feira de Natal no Coronado

A antiga Fábrica da Pesafil, em S. Mamede do Corona-do, vai ser palco da 5.ª edição da Feira de Natal Corona-do, a decorrer entre os dias 5 e 7 de dezembro.

Artesanato, antiguidades, animação, música e solidariedade. A partir desta sexta-feira, a Junta de Freguesia do Coronado volta a promover a Feira de Natal, que tem como principal objetivo “angariar fundos, como roupa e brinquedos para as famílias mais carenciadas do Coronado”. O evento realiza-se, uma vez mais, na antiga Fábrica da Pesafil, situada na Rua do Covêlo, onde terá um espaço destinado à entrega desses bens, para que depois a Junta possa fazer “algumas famílias mais felizes neste Natal”, assim como “65 stands desde o artesanato ao associativismo”.
Nesse sentido, o executivo convida a comunidade a entregar as roupas e brinquedos que já não usam, podendo estampar um sorriso no rosto de uma criança.
Neste evento de cariz solidário a animação não vai faltar. No programa do primeiro dia, sexta-feira, há, a partir das 21 horas, as festas de Natal das escolas básicas e jardins de infância de Feira Nova e Portela. Também no sábado, a partir das 15 horas, há festas de Natal da Creche e Jardim de Infância da Santa Casa da Misericórdia da Trofa e da Escola Básica e Jardim de Infância de Vila. Alvarinho Cerqueira Sampaio vai apresentar, pelas 21 horas, o seu livro “Mensagens Entrelinhas”. O Rancho Folclórico do Divino Espirito Santo vai fechar a animação, pelas 22 horas.
No domingo, a partir das 15 horas, a ADAPALNOR – Associação para a Defesa do Ambiente e do Património do Litoral Norte – promove um Festival de Tunas Académicas, com o espetáculo da TUNAFE, TSULF, ESEPUS, DESPORTUNA, TFISMAI, TFFAUP, OPORTUNA, DESA-TUNA, TFEP e TESUNA.
O presidente da Junta de Freguesia do Coronado, José Ferreira, afirmou que, ao longo destes anos, a feira “criou uma habituação e um conceito”, em que a Junta “dá a possibilidade aos artesãos e coletividades” de exporem e venderem os seus trabalhos e peças de artesanato. Nesse sentido, em “cada ano que passa” a Junta tem “tentado criar melhores condições, sobretudo para quem permanece durante os três dias”.
Enquanto o espaço “for cedido pela proprietária”, José Ferreira garantiu que vão continuar a realizar este certame neste local, uma vez que é “um espaço que tem condições”.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização