Os trofenses alertaram, o NT e a TrofaTv divulgaram e onze dias depois a Refer concretizou. A antiga estação da Trofa está emparedada.

Os acessos ao interior edifício foram tapados e a estação fechou de vez. Os trabalhos foram realizados com rapidez e as pessoas que por lá passam estão satisfeitas com esta decisão da Refer.

Aluna da Escola EB 2/3 Professor Napoleão Sousa Marques, Flávia passa “todos os dias” pela antiga estação. Se dantes a zona “era um bocado perigosa”, porque se deparava “com situações menos apropriadas” para a sua idade, agora o espaço “está muito mais seguro”. “Já não tenho tanto medo e não é preciso a minha mãe vir buscar-me todos os dias”, frisou. Da mesma opinião é Cristina Pavliok, que tinha receio “dos barulhos” que ouvia quando passava por lá, no entanto, hoje, sente que tem mais segurança.

Habitante em S. Martinho de Bougado, António Alves considera que a zona “está melhor do que estava”.

O cenário de destruição era visível por quem passava pela estação desactivada desde Agosto de 2010. Vidros partidos, roupa suja e muito lixo abundavam na zona da antiga estação da Trofa, que servia de refúgio para os toxicodependentes.

Depois de alertada por vários trofenses, o NT e a TrofaTv questionaram a Refer sobre os procedimentos que teria junto da antiga estação e foram precisos apenas onze dias para que a empresa decidisse proceder à limpeza da zona. Para além do edifício da estação, a empresa responsável pelo emparedamento bloqueou também o acesso ao armazém contíguo à linha de comboio.