As contas de 2010 da Câmara da Trofa foram aprovadas por unanimidade na Assembleia Municipal. Excesso de endividamento aumentou, apesar do executivo ter conseguido reduzir na despesa. Solução para a grave situação financeira pode ser o reequilíbrio financeiro.

Onze mil euros era o valor de capitais próprios que a Câmara Municipal da Trofa detinha em caixa no final de 2010. Este é um dos sintomas mais graves da situação económica em que se encontra a autarquia da Trofa, que viu as suas contas de 2010 serem aprovadas, por unanimidade, na Assembleia Municipal.

Veja a notícia completa na edição em papel d’ O Notícias da Trofa desta semana.

 

{fcomment}