O Notícias da Trofa está há uma década a levar até si o que mais relevante acontece no concelho e na região.

Já os trofenses ansiavam pela vinda do metro, alimentadas por promessas políticas de uma revolução na mobilidade do concelho, quando o jornal regional O Notícias da Trofa nasceu. Mas, ao contrário do que se passa com o processo do metro, guardado sine die na gaveta, muita coisa mudou no concelho e na forma de se fazer comunicação social no concelho desde 2002. O Notícias da Trofa, sustentado pelo lema “informação clara, isenta e sem tabus” trouxe modernidade e uma visão amplificada dos acontecimentos e grandes decisões para o desenvolvimento deste concelho em forma de “coração”, o símbolo perfeito para homenagear todos aqueles (milhares) que foram a Lisboa “buscá-lo”, em 1998, cansados da ostracização dos poderes de Santo Tirso.

O projeto d’O Notícias da Trofa é a prova viva que os sonhos se podem tornar realidade. A máxima do poeta ganhou outra dimensão e a verdade é que o “sonho comanda a vida”…e muda a vida de muitas pessoas. Duas jovens de 20 e 25 anos não tiveram pejo da juventude e fundaram um quinzenário que foi capaz de causar uma pequena revolução na comunicação social na Trofa.

A 12 de dezembro de 2002, saia para a rua a edição zero d’O Notícias da Trofa, cuja primeira página era dedicada ao anúncio das obras de requalificação da Junta de Freguesia de Santiago de Bougado. Para além de outros temas que saltaram à vista nessa edição, muitos outros “saltaram” para a opinião pública nas semanas seguintes, graças ao tratamento rigoroso das notícias e ao trabalho extensivo de uma equipa jovem, mas empreendedora e ambiciosa.

Numa pequena redação e apenas com dois computadores, um fax, um telefone e um pequeno scanner trabalhavam as duas fundadoras do jornal que pretendia ser o principal veículo de transmissão de informação da Trofa e da região dirigido especialmente aos trofenses.

A evolução obrigou ao crescimento. De quinzenário o jornal passou a ter publicações semanais a 26 de julho de 2007. A equipa ganhou novos elementos e as instalações ficaram pequenas para abarcar a dimensão do projeto, obrigando a mudança para outras maiores. Novas conquistas surgiram com algumas distinções, no âmbito de concursos jornalísticos.

Desde 2002, contamos com a colaboração de cronistas prestigiados, que nos dão a sua visão dos acontecimentos que marcam a atualidade e o nosso dia a dia.

Todos os anos, temos dificuldade para aceitar todos os pedidos de estágio que chegam ao jornal, vindos de escolas secundárias, profissionais e universidades, que elogiam a nossa dedicação na formação para o mundo do trabalho. Assim, cerca de uma dezena de jovens, oriundos de estabelecimentos de ensino de Braga, Maia, Santo Tirso, Vila Nova de Famalicão e Trofa enchem, anualmente, a redação para porem em prática e apetrecharem as noções que aprenderam na escola, em áreas como jornalismo, multimédia e informática.

E se a nossa equipa é responsável pelo nosso sucesso, não menos responsáveis são as empresas e instituições da Trofa e da região que ano após ano nos têm ajudado e apoiado através de publicidade que suporta financeiramente o nosso jornal e agora, há mais de cinco anos a nossa TrofaTv. São centenas os empresários desde os mais conceituados até aos pequenos lojistas que nos têm dado a sua confiança e têm colaborado connosco.

Na quarta-feira, dia de fecho de edição do NT, paramos dez minutos para cantar os parabéns ao jornal, como sinal de agradecimento a todos aqueles que fazem deste um projeto de sucesso. A si, que está a ler este texto, o nosso MUITO OBRIGADO.

{fcomment}