Durante uma semana, a Trofa vai ser palco do Programa Juventude em Ação. Os participantes terão a oportunidade de conhecer vários aspetos da cultura portuguesa.

O Espaço T – Associação Para o Apoio à Integração Social e Comunitária, está a promover até ao dia 27 de novembro, um intercâmbio juvenil. “Expressions of Multiculturalism”, expressões do multiculturalismo, é o nome da atividade que conta com a presença de participantes oriundos da Turquia, da Grécia e de Espanha. Juntamente com cinco portugueses compõem um lote de vinte participantes nesta iniciativa, inserida no Programa Juventude em Ação, do Conselho Europeu da Juventude.

Durante estes dias, várias são as atividades desenvolvidas pelos jovens. Boris Karadslan é turco e é um dos participantes que visitou as cidades do Porto e de Braga. “É a minha primeira vez em Portugal e aprendi muita coisa cá. É um lugar histórico por aquilo que vi, gosto muito de cá estar”, afirmou.

Ao longo da semana, a participação em workshops também vai ser uma constante. Sobre fotografia, danças europeias, percussão, modos de vida, o objetivo é que se compreenda as semelhanças e as diferenças entre as múltiplas culturas que existem. “Aprendi muita coisa sobre os portugueses: como se comportam, como vivem, as condições em que vivem, o que comem, o que fazem no dia a dia”, afirmou Arsenis Keramidas, participante grego.

Para quebrarem alguns preconceitos e derrubar estereótipos, Domingos Gomes, coordenador do Espaço T da Trofa, esclarece “terão esta dinâmica de grupo para eles também se identificarem culturalmente, perceberem que se calhar até são diferentes do próprio colega do país, mas que até são mais próximos de um País diferente, do ponto de vista cultural. Terão, ainda, outra iniciativa no sentido de derrubar alguns estereótipos”.

Na Trofa estes jovens tiveram a oportunidade de visitar e ficar a conhecer o Clube Slotcar. João Pedro Costa, presidente do clube, afirma que “ tudo o que diga respeito a gente jovem, a intercâmbio com diferentes culturas, diferentes experiências, estamos sempre recetivos a esse tipo de situações, daí estarmos nesta iniciativa”.

Durante o tempo que estão em Portugal, os participantes estrangeiros vão aprendendo algumas palavras na nossa língua. Se para Jorge Canda, participante espanhol “o português é muito fácil”, para Arsenis Keramidas, nem tanto. “Em português, só uma palavra… Olá”.

Os participantes tiveram ainda oportunidade de visitar vários locais do concelho, monumentos, a Casa da Cultura da Trofa e o gabinete de Apoio ao Imigrante.

Janine Mouta

Diana Pimentel

{fcomment}