Select Page

Lenine na Casa da Música Fotorreportagem

Lenine na Casa da Música Fotorreportagem

Na noite de 10 de Novembro o brasileiro Lenine subiu ao palco da Casa da Música para mais um concerto do Misty Fest.

Com três décadas de carreira celebradas em 2013, o que é desde logo uma marca séria na vida de qualquer cantautor, Lenine é senhor de plenas e maravilhosas conquistas.

Com dez álbuns em nome próprio, Lenine é sem dúvida um nome de referência, estatuto confirmado com a conquista de cinco prémios Grammy Latino e nove Prémios da Música Brasileira. As suas canções foram gravadas por nomes como Elba Ramalho, Maria Bethânia, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Ney Matogrosso, Maria Rita, O Rappa, Zélia Duncan, entre muitos outros. Produziu também trabalhos de Maria Rita, Chico César, Pedro Luís e a Parede e do cantor e compositor cabo-verdiano Tcheka, além de bandas sonoras para novelas, series de televisão, filmes, espetáculos de dança e teatro. É sem dúvida um nome da primeira linha da melhor música do Brasil.

Tendo visitado o nosso país o ano passado, a propósito da passagem em Lisboa para uma importante apresentação no Rock In Rio, onde dividiu o palco com Rui Veloso e Angelique Kidjo, Lenine teve um 2014 intenso. Ano marcado pela sua Turné Socio ambiental, que o levou a tocar em sedes de importantes projetos sociais em todo o Brasil, e o levou a viajar para fora de portas levando o espetáculo The Bridge, com a orquestra holandesa de Martin Fondse, até os mais variados países como Estados Unidos ou Alemanha, entre outros países. E agora, Lenine foca-se no futuro e no álbum Carbono.

No concerto da Casa da Música o brasileiro percorreu a sua carreira apresentando temas como A Ponte, O Universo, Do it!, Jack Soul Brasileiro, A Causa e Silêncio das Estrelas, entre outros.  Entre as apresentações dos vários temas foi comunicando com o público e confessou que para ele as músicas são como filhos. As mais recentes ainda precisam da mão dele para andar, pois são filhos pequenos; já as mais antigas, são os seus filhos mais velhos, mais independentes e seguros. Uma particular sensibilidade do cantautor para com a sua obra.

Texto: Joana Vaz Teixeira
Fotos: Miguel Pereira

Fotogaleria (clica nas imagens para aumentar) 
{phocagallery view=category|categoryid=116}

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização