Os lugares da freguesia de Guidões organizaram o primeiro Festival de Folclore da terra. Com cerca de 40 elementos em cada grupo a freguesia levou ao palco mais de 200 pessoas que decidiram reavivar as tradições.

No último dia dos Cortejos em Guidões, em Maio, José Ramos, pároco da freguesia, deixou o desafio de que os ranchos organizados para aquela festividade realizassem um festival de folclore na freguesia. O desafio foi aceite e os diferentes lugares que compõem Guidões realizaram no sábado uma “Noite de Folclore”.

Os lugares do Cerro, Outeiro, Bicho, Aldeia Nova, Vilar e Póvoa subiram ao palco e mostraram as suas danças e cantares. Com cerca de 40 elementos em cada grupo a freguesia levou ao palco mais de 200 pessoas que decidiram reavivar as tradições.

“A ideia ficou no ar e então eles aceitaram fazer o festiva folclórico no último fim-de-semana de Julho. Aqui estão os cinco ranchos que desfilaram nos Cortejos”, explicou José Ramos que não faltou à iniciativa.

De acordo com Ramiro Sousa, membro da Comissão de Fábrica da Igreja, a Noite de Folclore foi fácil de organizar, “a prata da casa estava preparada”, contactaram apenas as pessoas e recapitularam as lições de dança. “Cada lugar ensaiou por si, pagámos a um ensaiador, que por acaso ensaiou vários lugares”, explicou.

“O começo é sempre difícil”, mas a iniciativa é para continuar, porque “as pessoas mostraram-se receptivas”. “A freguesia esteve muitos anos parada e isto vem dar um certo ânimo.

Esta animação também se ao padre Ramos que trouxe dinamismo a esta freguesia”, concluiu.

Junto ao largo da Igreja centenas de pessoas aplaudiram a iniciativa. O lugar do Cerro aproveitou e como forma de agradecer ao pároco ofereceram-lhe uma lembrança.