Foram cerca de 460 as pessoas que se concentraram no salão dos Bombeiros Voluntários da Trofa para um jantar/convívio de Natal, na noite de sábado.

O evento, organizado pela paróquia de S. Martinho de Bougado, para além do convívio natalício, tinha um objetivo “material” que se prende com “diminuição da dívida” que a paróquia vai tendo. Segundo o pároco Luciano Lagoa, este foi o primeiro de “muitos”, para “unir a família paroquial”.
O valor do jantar reverteu para o início de uma “série de obras” que a Fábrica da Igreja quer realizar. “Vamos começar simbolicamente pelas capelas mortuárias e vamos também ao interior da Igreja Nova e ao exterior”, explicou Luciano Lagoa.
Quanto às obras nas capelas, o restauro está previsto para “dentro em breve”, num valor orçado em cerca de dez mil euros. O projeto que já está concluído, pode ser apreciado na entrada da Igreja Nova, na Cripta, na Igreja Matriz e na própria capela, tendo a autoria de José Carlos Nunes de Oliveira. Depois, o espaço da Igreja Nova enquadrado pela estação também precisa de “requalificação” em todo o seu exterior. De acordo com o pároco, há ainda obras a realizar que “têm a ver com a Igreja Matriz” que precisa de uma intervenção “principalmente a nível do teto e outros”. Paralelo a estas, há ainda a “Quinta de S. Vicente”, espaço cedido pelo “Sr. Vicente” que a paróquia tem intenção de dinamizar para que seja um “polo de convívio” e para servir os “interesses da paróquia e da comunidade”.
Do jantar, Luciano Lagoa salientou que foi uma “espécie de gota de água” que vai “engrossar o rio”, para que os objetivos sejam conseguidos. “Achamos que estes eventos são importantes para unir a paróquia. Precisamos de momentos de convívio e de encontro, em que as pessoas se concentrem no mesmo ideal e procurem traçar caminhos comuns. Esta é uma ocasião destas”, concluiu. De resto, mais iniciativas serão realizadas em prol da paróquia. Uma delas, à semelhança dos outros anos, são as janeiras.

Bênção das grávidas
Já na segunda-feira, dia 8 de dezembro, será realizada uma missa em honra de todas as mulheres grávidas. A eucaristia tem hora marcada para as 11 e as inscrições podem ser feitas através da Equipa Pastoral Familiar ou no cartório paroquial. “Seria bom que todas as grávidas participassem para agradecer a Deus o dom da vida e pedirem o bom êxito da sua gravidez”, lê-se no boletim paroquial.