Durante todo o ano, vários temas ligados à Maçonaria serão debatidos por historiadores, investigadores e maçons em Portugal.

Numa altura em que o tema da Maçonaria marca a atualidade, o município de Vila Nova de Famalicão vai receber um grande debate. No Museu Bernardino Machado vão estar reunidos historiadores, investigadores académicos e atuais e antigos membros da Maçonaria em Portugal. Ao longo de todo o ano, haverá um ciclo de conferências, que conta com oito debates, dedicado ao tema “A Maçonaria em Portugal: do século XVIII ao século XXI”.

Este ciclo de conferências inicia-se no próximo dia 17 de fevereiro e tem como conferencista o Grão-Mestre da Maçonaria Grande Oriente Lusitano (GOL), Fernando Lima. Numa abordagem ao tema “A Maçonaria: Instituição de Saber ou de Poder?”, a iniciativa conta, também, com a participação de vários investigadores, historiadores e vários responsáveis da Maçonaria portuguesa. O objetivo é desmistificar e debater a origem da Maçonaria, o seu poder e a sua influência na sociedade.

Além de Fernando Lima, está também confirmada a presença de António Reis, professor universitário, político e francomaçom português. O conferencista abordará o tema “A Maçonaria Hoje”.

Para a conferência “Organização e Funcionamento: ritos, símbolos e graus”, o convidado será um professor da Universidade Nova de Lisboa, Fernando Dias. O coordenador científico do Museu Bernardino Machado e professor aposentado da Universidade do Minho, Norberto Cunha, irá falar acerca da “Maçonaria nas Luzes, em Portugal”. Já António Lopes, ex-diretor do Museu Maçónico Português, irá abordar a temática da “Maçonaria em Portugal no século XIX”.

O historiador António Ventura que publicou, em 2011, “Os Constituintes de 1911 e a Maçonaria” tratará o tema “A Maçonaria na I República e no Estado Novo”.

Como surgiu a Maçonaria?

A Maçonaria nasceu ligada à expansão das ideias matrizes do Iluminismo, da procura da Razão e do aperfeiçoamento humano e da sociedade, que adquiriram relevância na Europa, a partir do século XVIII.

A primeira marca da Maçonaria surgiu em Londres, no início do século XVIII, com a constituição de quatro lojas maçónicas.De Londres, a Maçonaria espalhou-se por toda a Inglaterra e daí para a Europa.

A Portugal, terá chegado entre 1735 e 1743. Oliveira Marques, conhecido historiador, dá conta que, talvez em 1727, tenha sido fundada, por comerciantes britânicos que viviam em Lisboa, uma Loja que foi registada nos arquivos da Inquisição como a “Loja dos Hereges Mercantes”.

Janine Mouta

 {fcomment}