O Agrupamento de Escuteiros 447 de Santiago de Bougado comemora na sexta-feira, dia 13 de julho, 37 anos de vida escutista. 

Da “vontade de criar um agrupamento em Santiago de Bougado”, o “falecido chefe Carlos Campos e outras pessoas”, resolveram, num convívio, formar um grupo escutista. A vontade passou a realidade, no dia 13 de julho de 1975, com a fundação do Agrupamento 447 de Santiago de Bougado. A partir daí tem “vindo a crescer”, contando, nos últimos anos, com cerca de cem elementos. “O efetivo tem-se mantido nos últimos anos. Uns vão saindo quando terminam a sua caminhada escutista, com 22 e 23 anos, e vão entrando outros novos”, avançou Luís Neves, chefe do Agrupamento. 

No próximo fim de semana, o grupo escutista comemora 3 anos, com o habitual acampamento, com os elementos do agrupamento e antigos escuteiros, contando com o apoio e participação da Fraternidade Nuno Álvares. O lugar da Talha, entre Maganha e Cidai, em Santiago de Bougado foi o local escolhido para esta iniciativa. A abertura do acampamento decorre no sábado, pelas 14.30 horas, seguindo-se o Conselho de Guias. Uma hora depois, começam as atividades, que estarão relacionadas com a temática da sustentabilidade, aproveitando sempre estes eventos, para “dar alguma formação aos miúdos”.

Depois do jantar, realiza-se o “Arrear da bandeira” e o Fogo do Conselho. Já no domingo, depois do hastear das bandeiras, os escuteiros seguem para a Capela Nossa Senhora do Desterro, onde haverá, pelas 9 horas, uma eucaristia. Depois das atividades matinais, segue-se o almoço convívio, com todos os escuteiros e respetivos familiares e amigos, e uma festa de campo. 

24 horas em comunidade

Vinte e quatro horas em comunidade é o nome da iniciativa que vai ser promovida pelo agrupamento, no dia 28 de julho, sábado, com o apoio da Junta de Freguesia de Santiago de Bougado. Desta forma, o Souto da Lagoa, em Santiago de Bougado, vai acolher várias atividades, desde palestras, exposições, pedi paper, torneios, música ao vivo e jantar convívio. 

A primeira atividade tem início às 15 horas, com uma Exposição de artes do concelho. Também à mesma hora, até às 16 horas, decorre um Pedi Paper, concurso de fotografia, em que é necessário levar uma máquina fotográfica por equipa. Uma hora mais tarde, realizam-se torneios de malha e sueca. Depois de um jantar convívio, pelas 20 horas, onde não vão faltar as fêveras, as barriguinhas e o caldo verde, as atividades retomam, uma hora depois, com uma palestra sobre a história do concelho. A iniciativa termina com a atuação de A Rapaziada e Lírio Roxo e com a entrega de prémios aos três primeiros classificados.

Para mais informações ou inscrições pode contactar Rui Ferreira, através do número 916 604 277, ou de Ricardo Gil, com o email ricardogil@ua.pt. A inscrição tem um custo de 2.50 euros por pessoa e por atividade.

{fcomment}