Nasceu na rede social Facebook, no fim de novembro, um movimento cívico criado com o objetivo de “fomentar a economia circular no concelho, através do envolvimento da comunidade”.

“TNT – Trocas na Trofa” é o nome do grupo que conta, atualmente, com cerca de 300 membros e já com “transações” registadas, entre mobiliário, vestuário, livros, produtos de beleza, bijuteria, CD, DVD e videojogos. Transações não são mais do que doações ou trocas, já que, neste grupo, não é permitido o uso de dinheiro.

“Os criadores desta plataforma, inspirados por outros movimentos similares, são apologistas de que, através de doações, trocas e empréstimos, podemos contribuir para uma economia sustentável e para melhorar a vida de uma pessoa ou família. Melhor do que destralhar a nossa casa – e a nossa vida – é juntar isso com a contribuição para melhorar a vida de outra pessoa”, pode ler-se na descrição do grupo.

O processo é simples. À publicação que interessar, o membro do grupo deve mostrar interesse através da caixa de comentários e depois tratar da troca ou recolha com o doador, por mensagem privada. No caso de haver trocas, o promotor deve privilegiar produtos simbólicos como frutas ou vegetais da época, para reduzir o desperdício alimentar ou recolha de alimentos para doar instituições.

A administração do grupo alerta os membros que, “dada a situação atual, é fundamental cumprirem, escrupulosamente, as regras impostas pelas autoridades de saúde quando se encontrarem para as trocas”.

Para fazer parte deste grupo, basta aceder ao link facebook.com/groups/trocasnatrofa e pedir para aderir. Em pouco tempo, será aceite na comunidade.