Associações e instituições de cariz social da Trofa juntaram-se, no sábado, 5 de maio, para uma conversa “informal”.

Fomentar o diálogo e a argumentação entre as várias instituições foi o objetivo da Comissão Social de Freguesias de S. Martinho de Bougado (CSF) ao promover o evento “conversa ao café”. Desta forma, o salão nobre da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado acolheu várias associações e instituições de cariz social, que aproveitaram o momento para questionarem a mesa sobre as atividades e propósitos da CSF. A informalidade da conversa permitiu expor assuntos que por vezes se tornam pertinentes em reuniões formais e com trabalhos pré-definidos.

Esta iniciativa contou “com uma adesão significativa”, que também serviu para os presentes conhecerem “os objetivos e ideias” das instituições. A CSF considerou como “uma ferramenta de trabalho importante” a base de dados “Trofa Solidária”, desenvolvida pela Câmara Municipal da Trofa, que vai reunir todos os nomes e moradas dos “trofenses com necessidades”. Desta forma, será mais fácil “diversificar e diligenciar as ajudas, para que a distribuição das dádivas sejam canalizadas para quem realmente precisa”, evitando a duplicação de ofertas.

José Sá, presidente da CSF de S. Martinho de Bougado, afirmou ser importante a “união das instituições em prol das necessidades e carências”, frisando que “a repartição de todas as ofertas deve ser feita em articulação com todos os membros”.

O presidente salientou que a iniciativa “será para repetir”, de forma “a evidenciar as necessidades da população de S. Martinho de Bougado e como atuar de uma forma rápida, direta e concertada”.

{fcomment}