Agostinho Branquinho e Marco António Costa participaram esta segunda-feira numa sessão de esclarecimento sobre a candidatura de Pedro Passos Coelho à liderança do PSD. Pedro Santana Lopes e o Governo foram os principais alvos das criticas dos dois militantes. Por seu lado Tiago Vasconcelos, militante do PSD Trofa surpreendeu ao apoiar Passos Coelho, quando do lado de Ferreira Leite vemos Bernardino Vasconcelos (seu pai) e actual presidente da concelhia da Trofa.

   "Olhando para o passado Pedro Passos Coelho é o único candidato que não tem que se justificar pelo que o PSD fez em governações anteriores nem tem contas a ajustar com ninguém". Foi com esta afirmação que Agostinho Branquinho explicou as razões que o levaram a aceitar o cargo de mandatário distrital da candidatura de Pedro Passos Coelho. Branquinho reiterou que o candidato não "vai olhar para para o passado, vai olhar para o futuro" e é "o único que não desperta ódios nem rancores de nenhuma outra candidatura e é o único com quem vai ser fácil trabalhar".

" Nas eleições que vão decorrer no dia 31, sabemos que o partido vai estar um pouco pulverizado pelas diferentes candidaturas e portanto é preciso um presidente do partido que seja capaz de unir as diferentes facções e sensibilidades do partido e penso que o Doutor Passos Coelho é capaz disso", acrescentando que "com as linhas de orientação de Passos Coelho vai ser possível ganhar as eleições em 2009".

Agostinho Branquinho defendeu que o PSD deve ter uma politica diferente do PS " libertando o estado de funções que executa e que não tem competências para o fazer. Temos que diminuir o peso do estado e libertar a sociedade civil. E é esta a ideia central desta candidatura, mais sociedade, mais pessoas, menos estado, porque o estado tenta controlar e asfixiar a própria sociedade" reiterou.

Por seu lado Marco António Costa, líder do PSD/Porto também discursou e lamentou que muitos militantes tivessem sido ameaçados para não estarem presentes na sessão de esclarecimento, explicando assim o reduzido número de apoiantes de Passos Coelho na sessão.

Por entre muitas caras mais ou menos conhecidas Tiago Vasconcelos foi uma das personalidades que deu o seu apoio à candidatura de Passos Coelho, apesar de Bernardino Vasconcelos, seu pai e presidente da concelhia da trofa do PSD ser apoiante de Manuela Ferreira Leite.

Ao NT Tiago Vasconcelos explicou que "desde a primeira hora que vi e ouvi os outros candidatos e tive já a oportunidade de dizer ao Dr. Pedro Passos Coelho que o apoiava. E apoio por convicção e quando as pessoas apoiam por convicção estão libertas de qualquer amarra. Acredito que a médio e longo prazo é a solução mais plausível, para o PSD e para Portugal".

Vera Araújo