Na fria noite de 28 de Novembro o Pavilhão Multiusos em Guimarães recebeu os Xutos & Pontapés para um concerto em formato acústico. O primeiro de dois espetáculos que a banda planeou para este final de ano.

Com este concerto acústico, a mítica banda portuguesa recuperou de algum modo o espírito do seu disco Ao Vivo na Antena 3, lançado em 1995. Na altura, a banda viu a sua atuação naquela estação de rádio ser editada em disco, facto que não estava inicialmente previsto. Este trabalho acústico acabou por ser responsável por uma nova vida na carreira da banda e permitiu dar uma nova roupagem a temas sobejamente conhecidos. Um efeito catalisador para a carreira dos Xutos & Pontapés ocorreu na época, com o single acústico do Homem do Leme a tornar-se também num grande êxito, devido a essa reestrutura sonora.

Mas a génese deste novo espetáculo acústico terá começado em Fevereiro de 2015 quando a banda aceitou o convite para realizar um concerto acústico no Coliseu do Porto, no âmbito do evento Ás Vezes o Amor. No final, o balanço feito foi positivo e perante o prazer experimentado neste formato, os Xutos & Pontapés avançar com mais dois concertos acústicos.

Nas palavras da banda: “Resolvemos regravar o acústico do tema Se Me Amas e fazer um exclusivo de promoção para estes dois concertos. O tema foi gravado pelo nosso técnico de som, e neste caso produtor Cajó, no nosso estúdio/sala de ensaios. As imagens foram captadas, e a montagem ficou a cargo do nosso Amigo Zé Pinheiro que fez um excelente trabalho com o material recebido. Este Making Off retrata o nosso dia de estúdio.”

No concerto de Guimarães, os temas clássicos dos Xutos & Pontapés como Contentores, Homem do Leme, Circo de Feras, Chuva Dissolvente, Dia de São Receber, Ai se Ele Cai, Maria ou Remar Remar não faltaram no alinhamento, que incluiu ainda Tu e Eu, Um Deus, Quarto de Candy, Doçuras, Nesta Cidade Teimosia, entre outros. No muito celebrado encore ouviu-se a mítica Casinha.

A boa disposição e a cumplicidade dos elementos da banda foram as outras notas dominantes em mais um espetáculo que primou pela nova e apelativa sonoridade que músicas já muito conhecidas assumiram. Entre temas, Tim fez as honras da casa, até porque Zé Pedro estava privado de microfone. Kalu teve ainda tempo de antena, tendo sido muito aplaudida a sua confissão a meio da música Dia de São Receber: “ E agora com o Costa, o que vou cantar!? Com o Coelho, ainda dava, Coelhinho, ….Ah mas é tudo igual!”

Se me Amas é assim o regresso dos Xutos & Pontapés ao formato acústico, por duas noites apenas. E uma já passou. No dia 19 de dezembro será a vez dos fãs de Lisboa e arredores assistirem ao formato acústico dos Xutos & Pontapés no Campo Pequeno.

Texto: Joana Vaz Teixeira
Fotos: Miguel Pereira

Fotogaleria (clica nas imagens para aumentar)
{phocagallery view=category|categoryid=120}