Na XIV edição do Festival Internacional de Guitarra, a ênfase é dada à música de câmara com guitarra. Le Je-Ne-Scay-Quoy, Rilegato Ensemble, Victor Villadangos – acompanhado pelo Quarteto Solistas ARTAVE – e Kazuhito Yamashita mostram várias possibilidades camerísticas de guitarra.

 Durante mais de um mês, Santo Tirso vai ser palco das mais variadas expressões artísticas e musicais. Com início marcado para o dia 26 de Maio, esta edição do Festival que encerra a 30 de Junho, conta com sete concertos e três cursos de música.festival-de-guitarra-2007--.jpg

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Castro Fernandes, relevou a importância nacional de um evento deste género, salientando que “em 2001 o Festival Internacional de Guitarra foi considerado o melhor evento de cultura do país”. Apesar das dificuldades económicas e da falta de apoios que se fazem sentir, a Autarquia insiste e aposta na excelência dos artistas. Também Alexandre Reis, presidente da Artave (a quem cabe a direcção artística do evento), comentou que a “música pode ser feita de muitas maneiras e muitos estilos, mas o que interessa é promover e divulgar os melhores”.

O Festival Internacional de Guitarra teve início em Santo Tirso, no ano de 1994 e, desde então, tem sido realizado anualmente pela Câmara Municipal de Santo Tirso, com o apoio da ARTAVE. São 14 anos dedicados a um encontro de cultura e arte que reúne alguns dos melhores artistas internacionais. A história do festival, o programa para esta XIV edição, o currículo dos artistas e alguns excertos das suas músicas, podem ser consultados no site www.festivaldeguitarra.org