As famílias residentes nos complexos habitacionais de S. Martinho de Bougado e S. Romão do Coronado comemoraram o Dia dos Vizinhos com jantar e jogos tradicionais. Actividades decorreram na freguesia de S. Martinho de Bougado.

Mário Castro e Fátima Lima não se conheciam até participarem no jantar de comemoração do Dia dos Vizinhos, que decorreu no dia 25 de Maio no Complexo Habitacional de S. Martinho de Bougado.

Mário Castro é morador numa das casas cedidas pela autarquia no Complexo Habitacional de S. Romão do Coronado e juntou-se à festa. “Acho muito bem estarmos todos unidos. Nós em S. Romão dámo-nos todos bem, mas este convívio é uma forma de nos unirmos ainda mais e de nos conhecermos”, contou o trofense de 59 anos, que à mesa ainda esperava por uma tijela de caldo verde.

Fátima Lima, moradora em S. Martinho de Bougado, antes de servir o caldo verde, fez uma pausa para a entrevista com o NT. “Mesmo com a chuva fazemos a festa”, garantiu animada. Acompanhada da vizinha do lado que é quem mais a socorre, garantiu: “Se precisar de alguma coisa bato-lhe à porta”. No entanto para a trofense “o dia dos vizinhos não pode ser comemorado só uma vez, devia ser em mais dias”, frisou

Da mesma opinião é o vereador da Acção Social da Câmara Municipal da Trofa, José Magalhães Moreira que também se juntou à festa. “Todos desejamos viver o melhor possível e uma das condições para que tal suceda é conviver bem com os vizinhos e esta prática não pode limitar-se ao dia de hoje mas, tal como o espírito de Natal, deve estar em permanência nas nossas mentes para que sejamos cada vez mais solidários”, adiantou.

Com “a desagregação progressiva da família tradicional”, é necessário inverter “o egoísmo e a desumanização crescente”, alertou o autarca. “É o vizinho o primeiro que nos poderá acudir num caso de doença. A família normalmente está longe. É aos vizinhos que recorremos quando nos falta algo muito simples e aparentemente sem importância mas que em determinadas situações é imprescindível como seja, por exemplo, a falta de sal, para acabar de confeccionar uma refeição e com o supermercado distante”, acrescentou.

O Dia dos Vizinhos começou a ser celebrado em França no ano de 1999, como forma de combater o isolamento nos meios urbanos, promover a solidariedade e fomentar relações de proximidade. Três anos mais tarde, este dia passou a ser assinalado como Dia Europeu e as comemorações têm mobilizado anualmente alguns milhões de europeus.

Na Trofa este ano as comemorações começaram às 16.30 horas, no Complexo Habitacional de S. Martinho de Bougado com actividades lúdicas e desportivas especialmente vocacionadas para as crianças e jovens locais. Depois do Jantar dos Vizinhos, a animação continuou com jogos tradicionais.