quant
Fique ligado

Ano 2012

viziÁguas residuais destroem produtos hortícolas

Publicado

em

Mais de 2500 euros de prejuízo. Produtos hortícolas de uma estufa em Bairros foram contaminados por águas residuais da rede de saneamento. Em apenas quatro meses esta é a já a segunda vez que as águas invadem terrenos agrícolas.

“Sinto-me lesado.” Este é o estado de espírito de Manuel Pinheiro, proprietário da estufa, que viu todas as suas produções agrícolas, quase submersas pelas águas residuais. Em outubro do ano passado, o proprietário detetou o rebentamento da conduta de saneamento, junto à Azenha de Bairros, tendo salvado todos os seus produtos. Porém, desta vez, não teve a mesma sorte.

Eram cerca das 14.30 horas, de domingo, quando Manuel Pinheiro viu o estado em que se encontravam as suas estufas. Como na última vez, foi um vizinho que se apercebeu da situação, devido aos maus odores e alertou o produtor. Mal chegou ao seu terreno tratou de fazer “uns rasgos na terra”, para as desviar, impedindo que os “campos ficassem cobertos de água”. O proprietário afirmou existir, ainda, mais outra caixa de saneamento a verter em direção às outras estufas.

O prejuízo rondará os cerca de 2500 euros. “São três estufas que estão cheias de água choca. Isto é mesmo só químicos e, por essa razão, terei que deitar tudo fora”, lamentou. Como se isso não fosse suficiente, o produtor tem já encomendados 3500 pés de tomates para plantar e não sabe se o poderá fazer, pois tem que aguardar que o solo esteja em condições.

Na última vez que esta situação aconteceu, em outubro, Manuel Pinheiro contactou um engenheiro que o aconselhou “a trocar as estufas de sítio”. O que traria mais encargos, pois para isso são precisos cerca de 25 mil euros. Para além de prejudicar constantemente as plantações ali existentes, o produtor garante estar a poluir o rio Ave. Uma situação que o deixa indignado, pois até agora nada foi feito, nem os responsáveis se dignam a aparecer. “Eu queria este problema resolvido, este é o meu ganha pão e tenho isto aqui tudo parado. Com esta água choca morre tudo e depois a terra fica ensopada”, asseverou.

Quando confrontados com o rebentamento da conduta de saneamento, contactamos a empresa Águas de Noroeste, empresa responsável pelo coletor de saneamento. O NT tentou obter esclarecimentos junto das Águas do Noroeste, mas não obteve resposta até ao fecho da edição. No entanto, na manhã desta quarta-feira, três elementos da empresa estiveram a desobstruir o coletor das águas residuais.

Publicidade

{fcomment}

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Ano 2012

Verbas da Câmara para as obras da Junta tema da Assembleia

Publicado

em

Por

Na sessão ordinária de dezembro da Assembleia de Freguesia de S. Romão foram aprovados o Plano de Atividades e Orçamento para 2013.
Informação sobre a reunião do executivo e membros da Assembleia de Freguesia com Joana Lima sobre as “transferências deliberadas em maio de 2009 e destinadas à remodelação da Casa Quinta de S. Romão” provocou divergências.

(mais…)

Continuar a ler...

Ano 2012

Assembleia de S. Mamede – Documentos previsionais aprovados com abstenção do PSD

Publicado

em

Por

Na sessão ordinária da Assembleia de Freguesia de S. Mamede do Coronado foram aprovadas, com a abstenção do PSD, as propostas para o Plano de Atividades, PPI, Orçamento e Mapa de Pessoal para 2013.

O Plano de Atividades, o Plano Plurianual de Investimentos (PPI), Orçamento e Mapa de Pessoal para 2013 estiveram em discussão na última Assembleia de Freguesia de S. Mamede do Coronado, que decorreu na quinta-feira, dia 20 de dezembro.

(mais…)

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);