O jogo entre o Vilar Pinehiro e S. Romão, duas equipas do meio da tabela, separadas por apenas um ponto, resultou numa derrota para o último. Num jogo marcado pelas excessivas paragens para assistências a jogadores, a equipa da casa viu dois vermelhos durante a partida, o que obrigará José Carvalho a fazer alterações no onze habitual, para a próxima jornada.

 A vigésima segunda jornada da 2ª Divisão Distrital da Associação do Futebol do Porto trouxe ao reduto do S. Romão os homens do Vilar do Pinheiro, equipa que somava menos um ponto que a formação trofense.

A partida começou bastante equilibrada até cerca dos quinze minutos, tempo em que os forasteiros começaram a impor mais a sua presença no meio campo adversário.

Entre alguns dos ataques mais bem construídos durante o primeiro tempo pelas duas equipas, destacou-se um remate aos ferros de André, pela camisola onze do S.Romão, Tino, após uma jogada ofensiva bem construída e que teve início antes da linha de meio campo.

O reinício do jogo trouxe mudanças no marcador. Decorridos seis minutos do segundo tempo, a marcação de um livre a favor do Vilar do Pinheiro, fez Baptista colocar a bola dentro da baliza de Ricardo.

A ganhar por uma bola, os visitantes iam segurando o resultado e assumindo maior controlo de bola.

A equipa da casa viu-se reduzida a dez elementos aos oitenta minutos, aquando da exibição de cartão vermelho a Carlos. Apesar da desvantagem numérica, o S. Romão conseguiu manter o ritmo de jogo.

Já em cima do apito final, também Daniel viu um cartão vermelho, culminando o jogo numa vitória por uma bola para o Vilar do Pinheiro e menos dois jogadores em campo do lado do S. Romão.

Com alguma insatisfação, José Carvalho referiu no final do encontro que "se em jogos anteriores dei os parabéns aos meus jogadores, hoje não o farei. Perdemos essencialmente por erros infantis e que não se justificam nesta altura do campeonato".

"O que aqui vimos hoje é uma imagem bem ilustrativa do S. Romão. Quando algo começa a correr pior a equipa desmotiva-se, levando à falta de organização por parte da direcção e por toda a estrutura que está por trás do S. Romão, que é uma assistência que não sabe o que é futebol", finalizou o treinador da casa.

O técnico vencedor, Eduardo Silva, referiu ter sido "um jogo claramente difícil, entre duas equipas do meio da tabela, onde o S. Romão estava distanciado de nós com um ponto a mais. Vínhamos hoje tentar corrigir algumas falhas que tivemos no primeiro jogo".

"Pelas características desta equipa, destes jogadores e pelas próprias características do campo, já estávamos à espera de um jogo complicado, mas lutamos até ao fim e conseguimos conquistar a vitória e assim obter uma posição melhor na tabela classificativa", acrescentou o treinador do Vilar Pinheiro.

No próximo domingo o S. Romão vai visitar o Atlético de Vilar, para um jogo a contar para a vigésima terceira jornada do campeonato.

 

Romão: Ricardo, Helder, Helder P. (Moutinho, 57'), Carvalho, Folgosa, Raúl, Daniel, Carlos, Tino, Parreco, Vitó (Alex, 63') e Cabaço (Folgosa, 75')

Treinador: José Carvalho

Vilar Pinheiro: André, Cadinha (Vitinha, 62'), David, Soares, Hilário, Baptista (Nelsinho, 63'), Tiago, Ivo, Clides, Samu, Quim Paulo (Vítor Lopes, 84')

Treinador: Eduardo Silva

Cartões amarelos: Cabaço, Parreco, Hélder, Quim Paulo e Folgosa

Cartões vermelhos: Carlos e Daniel

Marcadores:

Resultado ao intervalo: 0 – 0

Resultado final: 0 – 1

 

Resultados 22ª Jornada

Vila Chã 1 – 1 Inter Milheirós

Sporting Cruz 1 – 1 Lusitânos

Mindelo 4 – 2 Ramaldense

Rio Tinto 2 – 1 Pedroso

Desportivo 3 – 2 Gondim

Águas Santas 1 – 2 Atlético de Vilar

S.Romão 0 – 1 Vilar Pinheiro

 

 

Classificação

Pontos

1º Gondim 54

2º Desportivo de Portugal 49

3º Sporting Cruz 40

4º Pedroso 36

5º Vila Chã 35

6º Rio Tinto 33

7º Vilar Pinheiro 29

8º Águas Santas 29

9º S.Romão 27

10º Atlético de Vilar 25

11º Ramaldense 24

12º Inter Milheirós 24

13º Lusitânos Sta Cruz 17

14º Mindelo 11