O Sports Madeira conseguiu interromper o período invencível do CAT na segunda fase da Divisão A1 de voleibol feminino e venceu o conjunto de Manuel Barbosa por 3-1, pelos parciais de 25-14. 13-25, 25-13 e 25-23.

   O Clube Académico da Trofa viu a tarefa de conseguir o primeiro lugar da Divisão A1 de voleibol feminino, ao perder com o Sports Madeira, no passado domingo, por 3-1. A equipa da Trofa encontrou uma equipa que este ano está convicta em conquistar o título e que impôs a sua superioridade logo no primeiro parcial, vencendo por 25-14.

O CAT respondeu no set seguinte, vencendo por 13-25, mas não teve capacidade para dar seguimento ao período positivo, acabando por sair derrotada pelos parciais de 25-13 e 25-23. Este resultado coloca as madeirenses isoladas no topo da classificação.

Em declarações à imprensa, Manuel Barbosa, treinador trofense referiu que o conjunto cometeu muitos erros frente a uma equipa forte: " cometemos erros sucessivos que não se podem cometer, sobretudo frente a uma equipa como o Madeira".

No entanto Barbosa mantém a convicção da chegada à fase final do campeonato. "O primeiro lugar está mais complicado, mas vamos com o objectivo de chegar a final e tentar ganhar o campeonato. Apenas dependemos de nós, faltam cinco jogos e para ficarmos apurados temos que vencer quatro. Não nos podemos distrair e temos que continuar a vencer e assegurar o mais rápido possível a qualificação".

O CAT teve jogo com o Câmara de Lobos, o qual venceu pela margem máxima, mas com alguma dificuldade, pelos parciais de 21-25, 20-25 e 18-25. "Foi um jogo bastante equilibrado, só no último set e que conseguimos jogar com mais distância no marcador".

Agora importa "a vitória esta quinta feira o Gueifães e depois os dois jogos seguintes. São três jogos muito importantes para irmos tranquilos aos Açores defrontar o Ribeirense e Clube K".