As paróquias da vigararia de Trofa/Vila do Conde estiveram reunidas em S. Mamede do Coronado, onde participaram numa procissão de velas.

O branco dominou a noite de sexta-feira. As vestes brancas de Nossa Senhora de Fátima dominavam o horizonte, juntamente com as flores que enfeitavam o andor. Os representantes das 28 paróquias da Vigararia Trofa/Vila do Conde envergavam opas brancas, enquanto seguravam as cruzes e as bandeiras das paróquias durante a procissão de velas que marcou o encontro vicarial deste ano. A 27 de maio, o dia da vigararia transformou-se na noite da vigararia e Luciano Lagoa, vigário da Trofa/Vila do Conde, garantiu que foi “uma aposta ganha”. “Normalmente esta data é assinalada ao sábado, mas este ano decidimos fazer algo diferente e escolhemos o mês de maio, que tem tradição junto da população”, explicou Luciano Lagoa.

Antes desta junção, “não havia ligação entre as paróquias da Trofa e de Vila do Conde”, por isso, “houve necessidade de idealizar estas iniciativas que juntassem todas as paróquias”.

D. João Miranda Teixeira e D. Pio Alves, bispos auxiliares do Porto, marcaram presença neste encontro, que foi ainda marcado pela mensagem sobre “a importância da defesa da vida”. A recente beatificação do papa João Paulo II também foi lembrada durante a cerimónia, na Capela do Espiríto Santo.

Depois de uma caminhada de fé entre a Igreja Matriz e a Capela, os milhares de fiéis regressaram às suas paróquias.

{fcomment}