As velas iluminavam o caminho das centenas de pessoas que participaram na procissão em honra de Nossa Senhora do Rosário, no sábado, 28 de maio, em Santiago de Bougado. Nos muros das casas, as lamparinas indicavam o rumo a seguir. Nas ruas secundárias, entre Maganha e Logoa, os tapetes coloridos enchiam a vista de quem passava e nem o negro da noite lhes retirava o brilho e o encanto. António Gomes, presidente da Comissão de Festas, garantiu que este era o “ponto alto” das comemorações e fez um balanço “positivo” de todo o trabalho.

Depois da procissão, decorreu um Festival de Folclore que também “agradou ao público”. 

{fcomment}