Foi aprovada, em reunião de Câmara, a Planta Parcelar da nova via que vai nascer entre o Hospital da Trofa e a Rotunda do Bombeiro, no centro da cidade da Trofa.

Conhecida como “Distribuidora 21”, a nova estrada vai nascer junto ao posto de abastecimento Repsol e Pneus D. Pedro V e seguirá paralela à rua Alberto Pimentel – por onde se acede ao salão polivalente dos Bombeiros Voluntários da Trofa -, até confluir com as ruas Padre Alberto Pinheiro Machado e António Sá Couto de Araújo (onde se situa o Hospital da Trofa), numa nova rotunda que será construída. Pelo meio do trajeto nascerá um cruzamento com a rua Eng.º António Dias da Costa Serra.

Para a autarquia, trata-se de um projeto que criará um “novo eixo multimodal estruturante e vital para a melhoria do desempenho do sistema de mobilidade urbana da cidade da Trofa”, porque, além de resolver “problemas de congestionamento rodoviário existentes no núcleo central da cidade”, concretiza o “objetivo estratégico” de “potenciar a adoção de padrões de mobilidade mais sustentáveis”, com a construção de uma via ciclável e pedonal.

Desta forma, além de ligar pontos fulcrais de fluxo rodoviário, a Distribuidora 21 vai também servir de extensão ao Parque das Azenhas e possibilitar um novo acesso à Alameda da Estação.

A ciclovia será construída do lado esquerdo, no sentido rotunda dos Bombeiros-Hospital da Trofa, enquanto o passeio surgirá do lado oposto.

O projeto está orçado em cerca de 1,27 milhões de euros, sendo que obterá um financiamento comunitário de 233 mil euros, representando 85 por cento do montante elegível e que se refere à construção das infraestruturas de mobilidade suave.