O que parecia ser um ninho de pássaro, rapidamente foi identificado como um enxame de vespas asiáticas, instalado numa árvore, num quintal, na Rua do Cruzeiro, em Santiago de Bougado. O ninho foi queimado na noite de quinta-feira, 12 de junho.

Debaixo dessa árvore, um grupo de amigos tinha por hábito jogar à malha, acabando por descobrir o achado. Um dos homens terá alertado José Silva que é apicultor há muitos anos e costuma frequentar o café das proximidades, que identificou o achado como sendo um ninho de vespas asiáticas.

“Estes animais, de acordo com o apicultor “são vespas asiáticas, que destroem as colmeias todas, matam as abelhas e também atacam as pessoas, meia dúzia de vespas destas acabam por matar uma pessoa”.

Quando questionado sobre se tinha conhecimento de outros ninhos como este, José Silva confessou “que eu tenha conhecimento é o primeiro, na zona da Maia já apareceu um também mas tem sido mais frequentes em Viana, Ponte de Lima”.

Com o apoio da Auto-escada dos Bombeiros Voluntários da Trofa o enxame acabou por ser queimado pelo apicultor com recurso a palha e a um maçarico na noite de quinta-feira,12 de junho.

Por seu lado a Câmara Municipal da Trofa, questionada pelo NT, adiantou em comunicado que “contactadas as autoridades competentes nesta matéria, nomeadamente o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da Guarda Nacional Republicana (SEPNA), que remeteu este assunto para o serviço de Proteção Civil da Câmara Municipal da Trofa, a autarquia interveio no processo. e depois de avaliar a situação, e tendo contado com a disponibilidade e a colaboração de um Apicultor do Concelho, detentor do equipamento necessário e de experiência na matéria, organizou-se o processo de extermínio do ninho das vespas asiáticas, sendo que a Câmara Municipal acompanhou todo o procedimento, solicitando junto da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa, a auto-escada que foi utilizada para a ação”.

Um pouco por todo o Alto Minho, as vespas asiáticas são uma ameaça séria que parece estar agora chegar à região do Ave. Um ninho tem por norma centenas de vespas que podem ser mortíferas para pessoas e animais.