Eduardo Pinheiro sucede a Joaquim Vilela de Araújo na presidência do Rotary Club da Trofa. Uma vez mais, o Restaurante Julinha, em Santiago de Bougado, foi o local escolhido pelo Rotary para a transmissão de tarefas, na noite de segunda-feira, 16 de junho.

O agora presidente Eduardo Pinheiro afirmou que vai “dar continuidade aos projetos que até agora foram empreendidos pelo Rotary, nomeadamente o apoio à Liga Portuguesa Contra o Cancro, à Universidade Sénior – bandeira do Club – e projetos ao nível da saúde e da educação”.

Apesar de já ter em mente alguns projetos para implementar neste ano rotário, Eduardo Pinheiro referiu que primeiro vai reunir-se com o conselho diretor e posteriormente com o Club, onde “será decidido”. 

Já Joaquim Vilela de Araújo, past presidente, denotou que a transmissão de tarefas é “uma das mais simples, mais marcantes e mais profundas cerimónias rotárias”, em que “as lideranças mudam a cada ano que passa”, demonstrado “eficazmente que somos todos, sem qualquer exceção, um conjunto de pessoas, profissionais e lideres capazes de liderar um clube rotário, fazendo-o com a maior tranquilidade”. Em jeito de balanço, o past presidente enumerou as iniciativas dinamizadas ao longo do seu ano rotário, onde deu “ênfase à aproximação dos grupos mais jovens, tendo-se realizadas várias reuniões e atividades conjuntas” e “continuidade a algumas práticas reforçadoras de companheiros, como a ceia de Natal e passeios de convívio”. “Realizamos num grande evento a favor da erradicação da Poliomielite com a ajuda particular Rotaract”, acrescentando, salientando que fez “um bom ano rotário e sempre e só com o propósito único de transformar pessoas e viver Roraty”.

O que “muito o agradou” foi ter conseguido “recuperar uma companheira” e recebido “uma menção honrosa atribuída pelo presidente internacional sob proposta da querida Governadora”.

Quem também marcou presença nesta transmissão foi Goreti Machado, Governadora do Distrito 1970, que afiançou que não marca presença nestes atos nos restantes “90 clubes”, mas que esta foi “uma exceção” pelo “reconhecimento do trabalho realizado pelo Club pela população”. “É um ótimo clube e foi uma felicidade para a sua comunidade a criação deste clube, porque cumpre todos os objetivos que é ‘dar de si antes de pensar em si’”, complementou.

Atualmente, o Rotary Club da Trofa conta com “25 companheiros”.