quant
Fique ligado
atanagildolobo atanagildolobo

Ano 2010

“Vemos , ouvimos e lemos / não podemos ignorar”

Publicado

em

Fragmento de um poema de Sophia de Mello Breyner

Apenas os Estados Unidos da América e Israel resistem nas Nações Unidas opondo-se à própria condenação dos E.U.A. por criarem, desenvolverem e manterem um feroz bloqueio económico, comercial e financeiro a Cuba. Todas as outras nações manifestaram-se contra esse bloqueio muito recentemente, sendo 187 a condená-lo expressamente e 5 a absterem-se. No entanto, os mesmos que movem este desumano bloqueio, armados em arautos da liberdade, também criam as condições, aceitam e protegem um golpe fascista, como o que em 28 de Junho do ano passado, derrubou o presidente legitimamente eleito em 2005 nas Honduras, Manuel Zelaya, para instalar um clima de repressão e de medo que já conta com o regresso dos esquadrões da morte e já carrega com dezenas de assassinatos e desaparecidos, milhares de perseguições e detenções ilegais. Os mesmos que também recentemente, tentaram um novo golpe no Equador. E, afinal, com Obama, continua a violação flagrante dos direitos humanos em Guantánamo. Só na fronteira entre os EUA e o México já morreram este ano 253 pessoas ao tentarem atravessar o deserto do Arizona. Simultaneamente os EUA realizaram uma venda de mais de 43 mil milhões de euros à Arábia Saudita de 84 novos F-15, 300 helicópteros, entre os quais 240 Apaches e Blackhawks. É claro que os EUA tudo fazem para aniquilar todos que se lhes opõem e que resistem, quer com políticas anti-imperialistas, quer através de lutas e politicas contra a agiotagem especulativa financeira que colocou o mundo no estado em que está. Para além de Cuba, a Venezuela é outro inimigo a abater. Só entre 2007 e 2010, o governo de Chávez nacionalizou 347 empresas, garantindo a soberania, o aumento da produção e da rentabilidade, mais direitos e regalias aos trabalhadores em sectores como o alimentar, banca, petróleo, comunicações, electricidade, cimento ou aço, entre outros. Portugal, ao contrário, seguindo as instruções do velho amigo americano e seus aliados fortes da Europa, desmantelou o seu sistema produtivo com privatizações e extinções quer do aparelho industrial extractivo e transformador, quer aniquilando a sua agricultura e a sua pesca. Mas os alemães é que são bons, é que são nossos amigos. Emprestam-nos dinheirinho, levam-nos uma taxa de juros dos diabos, para os nossos bancos terem o suficiente para financiar…não se sabe bem o quê? E o Chávez é que é o mau. Está lá pela via eleitoral, mas não é democrata. Veio a Portugal, assinou uma data de acordos de cooperação económica, onde se incluem a construção de dois navios nos Estaleiros de Viana do Castelo, no valor de 130 milhões de euros, um projecto de habitação social com cerca de 12 500 fogos calculado em 695 milhões de euros e mais um fornecimento de 1,5 milhões de computadores, demonstrando exactamente o contrário…mas é um inimigo da democracia, dizem.

Segundo dados oficiais recentes, entre 1 de Janeiro de 2004 e 31 de Dezembro de 2009, foram mortos mais de 109 mil pessoas no Iraque, dos quais 66 mil são civis. Eis ao que levou a arrogância imperialista dos EUA com o forte apoio de Inglaterra, Espanha e Portugal. No Afeganistão a derrota do imperialismo americano será total e se não conseguirem uma solução airosa, retirar-se-ão com o rabo entre as pernas tal como aconteceu no Vietname. Embora os civis afegãos sejam as principais vítimas do conflito, morrem dois soldados invasores por dia, vindo os EUA e seus aliados a sofrer forte revés, sendo a sua derrota incontestável e a sua retirada humilhante.

É por estes e muitos outros motivos que nasce, cresce e multiplica-se esta grande corrente contra a NATO e contra os interesses belicistas e imperialistas de quem comanda essa Organização – os EUA. É verdade que os exemplos acima referidos não enchem as manchetes dos nossos órgãos de informação. Porque será? Quando muito, não passam de notas de roda pé. Mas um dia serão história, tal como já o são os factos negativos ligados aos diversos impérios, do Romano ao Hitleriano. Em Novembro realizar-se-á em Lisboa uma Cimeira da NATO. Também em 20 de Novembro decorrerá uma enorme manifestação entre o Marquês e os Restauradores a favor da paz e contra a cimeira da NATO, promovida por mais de 100 organizações promotoras. Lá estaremos, conscientes das nossas responsabilidades, da nossa atitude anti-belicista e anti-imperialista. Cientes de que sim, é possível um mundo melhor para todos os povos, matar a fome e a miséria no mundo inteiro. A NATO não serve este desígnio, opõe-se a ele e por isso há que lhe pôr um fim pois “vemos, ouvimos e lemos, não podemos ignorar…”.

Guidões, 8 de Novembro de 2010.

Atanagildo Lobo

Publicidade
Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Ano 2010

Tradição de porta em porta

Publicado

em

Por


O Rancho Etnográfico de Santiago de Bougado mantém viva, ano após ano, a tradição de cantar as janeiras de porta em porta, levando o folclore da região a todas as casas.

(mais…)

Continuar a ler...

Ano 2010

Arte em quatro rodas

Publicado

em

Por

Francisco Maia tem uma oficina de restauro diferente: recupera automóveis antigos há mais de 20 anos.

(mais…)

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também