ricardo-barros

Ricardo Barros é candidato pelo CDS-PP a Santiago de Bougado

O Notícias da Trofa: O que o leva a candidatar-se à Assembleia de Freguesia?

Ricardo Barros – Candidato-me à Assembleia de Freguesia de Santiago de Bougado com o espírito de servir as gentes desta terra. Trabalho cá há vinte anos. Os laços de amizade que aqui criei permitem-me dizer e afirmar que já considero esta terra como minha também. As pessoas que me endereçaram o convite mereceram-me e merecem-me toda a credibilidade. Sei que com o dinamismo que a minha equipa tem, muito se pode fazer em prol da qualidade de vida dos bougadenses.

NT: Quais são os projectos que vai apresentar para o mandato?

RB: Vamos apostar na juventude, nas nossas crianças, na terceira idade. Vamos apostar na qualidade de vida de todos. Queremos alcatroar todas as ruas da nossa freguesia. Vamos dar a possibilidade de todos terem acesso ao saneamento e abastecimento de água, lutando e exigindo que esses bens sejam acessíveis a todos. Queremos apostar na criação e preservação de espaços verdes. Vamos apostar na construção de uma ponte que ligue as margens de Santiago com o concelho de V.N. de Famalicão. Na juventude, dando apoio a todas as associações e colectividades da nossa freguesia. Criação nos espaços verdes de locais para as nossas crianças brincarem. Iremos exigir que o executivo camarário faça todos os esforços a fim de ser cá instalado um pólo profissionalizante de médio e alto grau. Na terceira idade apoiaremos os nossos idosos com a criação de um centro de dia e na instalação no edifício da Junta de Freguesia de uma base de dados para acompanhamento de pessoas necessitadas e doentes. Iremos lutar para que na nossa freguesia não seja descurada a segurança de todos, se possível com o aumento de patrulhamento nocturno.

NT: Qual é o projecto/área prioritário (a) caso seja eleito?

RB: O projecto prioritário será a construção do Centro de Dia. Os nossos idosos merecem todo o respeito e carinho e não o abandono após uma vida de tanto trabalho. Vamos também requalificar o adro da Igreja. E construir a casa mortuária. Vamos também exigir mais serviços públicos para a nossa freguesia.

NT: Porque é que os eleitores devem votar em si?

RB: Os candidatos do CDS/PP são todos eles, sem excepção, pessoas íntegras, audazes, dinâmicas e competentes. Só querem o desenvolvimento, a qualidade de vida e o bem estar de todos os bougadenses. Eu como candidato à Junta de Freguesia, embora independente, pois não tenho filiação partidária digo, sem vaidade, que possuo já uma grande experiência na vida autárquica. E que estou cá para servir e não para me servir. O CDS/PP tem e pode ser alternativa à actual governação. A equipa que me acompanha merece toda a confiança do povo de Santiago.

NT: Considera mais fácil governar sendo a Câmara e a junta do mesmo partido? Porquê?

RB: Dentro da vida democrática não deve existir esta maneira de pensar. Todas as freguesias que compõem o concelho da Trofa devem ter tratamento igual qualquer que seja a ideologia política que domine em qualquer órgão de poder a nível local. A Câmara Municipal deve olhar para todos por igual. Embora isso por vezes possa não acontecer (e sabemos que sim) existem as leis a que qualquer órgão poderá recorrer a fim de salvaguardar os legítimos interesses da sua freguesia.