luis-portela 

A Universidade do Porto atribuiu o grau de Doutor Honoris Causa ao presidente do Conselho de Administração do Grupo BIAL, Luís Portela. Mário Soares apadrinhou o doutoramento e não deixou de elogiar o “empresário, humanista e grande amigo da ciência, da cultura e das artes, homem de coração aberto, altruísta, solidário e generoso”.

Desde o passado dia 24 de Setembro, a restrita lista de Doutores Honoris Causa da Universidade do Porto (UP) passou a contar com um novo elemento: Luís Portela, presidente do Conselho de Administração do Grupo farmacêutico Bial, foi distinguido pelo seu percurso profissional, tendo transformado a pequena empresa familiar do avô numa multinacional, que se prepara agora para lançar o primeiro medicamento português de raiz.

Licenciado pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Luís Portela leccionou Psicofisiologia, durante seis anos, nessa instituição, tendo ainda dedicado três anos à prática clínica no Hospital de S. João. Contudo, cedo abandonou o sonho de se dedicar à medicina para assumir a gestão da empresa fundada pelo seu avô, a Bial. Continua, no entanto, a apoiar a investigação, através da Fundação Bial, que atribui anualmente um dos prémios de maior relevância a nível europeu na área da saúde – o Prémio Bial.

Anteriormente, Luís Portela foi já distinguido pelo Presidente da República com o título de Comendador da Ordem do Mérito e a Grã-Cruz da Ordem do Mérito. A própria Fundação Bial foi já galardoada como o Prémio Corino de Andrade, pela prestação de serviços relevantes à medicina.