O Centro Comunitário da Trofa da ASAS recebeu, no sábado, a peça de teatro infantil “Uma estrela de circo”. A iniciativa, promovida pela Oficina Cataventos envolveu todas as crianças ligadas à ASAS.

Mais de 30 crianças que são acompanhadas pelo Centro Comunitário e pelos Centros de Acolhimento da ASAS assistiram à peça de teatro “Uma estrela de circo” e deram gargalhadas com o grupo Bel’Andante, no Centro Comunitário da Trofa.

Os primeiros a subir ao palco foram mesmo algumas das pessoas que pertencem à história de Portugal como D. Afonso Henriques ou Gil Vicente. Mas depois seguiu-se a peça que fez todas as crianças sonhar. “É também uma forma de lhes proporcionarmos um crescimento adequado associado a algumas fantasias e alguns sonhos que eles merecem ter e concretizar. O teatro tem esse dom de fazer crianças e adultos sonhar”, afirmou José Paulo Nunes, coordenador do Centro Comunitário da Trofa, que recebeu a inciativa com agrado.

“Achamos que a Oficina Cataventos tem um conjunto de actividades muito interessantes do ponto de vista dos trabalhos da expressão plástica, expressão dramática e ateliês de trabalho com crianças e adultos”, acrescentou o responsável.

Trazer alegria às crianças era o objectivo de Alexandrina Lopes, responsável pela Oficina Cataventos. “Decidimos fazer uma apresentação e decidimos oferecê-la ao ASAS”, explicou.