Depois de mais de mais de quatro meses de trabalho, de dezenas de eventos realizados e de milhares de euros angariados terminou a 30 de Junho a iniciativa Um Dia Pela Vida, organizada pela Liga Portuguesa Contra o Cancro, com a colaboração de mais de quarenta equipas de trofenses.

 A sessão de encerramento que decorreu durante 24 horas consecutivas decorreu no Parque Nossa Senhora das Dores, na trofa e contou com a presença, ao longo de todo o dia de milhares de pessoas.

Um dos momentos mais emocionantes foi a Volta dos Sobreviventes, durante a qual várias pessoas que venceram a batalha do cancro caminharam à volta de uma mesa de 50 metros de cumprimento, onde há noite foram colocadas as luminárias, em memoria dos que faleceram vitimas de cancro.

Victor Veloso, presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro considerou este evento na Trofa "um sucesso e agradeço aos trofenses a forma como colaboraram e participaram nesta campanha de sensibilização e angariação de fundos". Apesar de considerar o aspecto económico como "secundário", Victor Veloso lembrou a excelente campanha de sensibilização que permitiu chamar à atenção das pessoas para a necessidade de desenvolverem hábitos de vida saudáveis, como fazer a prevenção primaria", relembrando que 70 por cento dos  casos de cancro detectado são consequência do estilo de vida e só 30 por cento são hereditários", rematou.

Por seu lado Bernardino Vasconcelos, presidente da autarquia considerou que "a Trofa mais uma vez mostrou que sabe ser solidaria, sabe aderir a uma causa e esta mensagem da luta contra o Cancro passou. Como cidadão da Trofa, sou uma pessoa feliz, porque nestes meses nasceu uma onda de solidariedade, de partilha e de luta, que me impressionou", concluiu.

Apesar da chuva que acabou por cair, as barracas de comes e bebes, as tombolas, as aulas de ginastica, os espectáculos musicais encheram as 24 horas da luta contra o Cancro.

A iniciativa Um dia Pela Vida decorre agora em Seia, na Guarda, depois de ter já passado por varios concelhos do pais.