O Trofense deu, esta quarta-feira, o pontapé de saída para a nova época desportiva, que marca o segundo ano do clube na Liga Vitalis. Conseguir a manutenção o mais rápido possível e consolidar o emblema da Trofa no campeonato, para que no futuro a Liga Bwin seja uma realidade, são os objectivos principais para 2007/2008.

Equipa tecnica do CD TrofenseA manhã ficou marcada pela apresentação do plantel aos jornalistas e por um treino ligeiro, em que tanto jogadores como o próprio técnico tiveram o primeiro contacto entre si.

Para além do plantel ainda não estar fechado – a direcção pretende contratar um central, um defesa esquerdo e um ponta-de-lança – o treino contou com duas ausências brasileiras, Edu e Eduardo Souza. A sessão ligeira começou com corrida, uma "peladinha" e os habituais alongamentos no final.

Em conferência de imprensa o presidente do clube garantiu a pretensão de três reforços e relembrou os objectivos para esta época e que passa pela manutenção rapidamente assegurada: "Reforçámo-nos para ter um plantel equilibrado e com condições para podermos lutar pela manutenção. Depois disso é tentar a melhor classificação possível. Queremos consolidar o clube na Liga Vitalis e trabalhar com os pés bem assentes no chão, para no futuro podermos almejar uma subida à primeira liga".

William foi o último reforço assegurado pelo Trofense e mesmo com uma proposta anterior para poder envergar a camisola do Beira-Mar (este com objectivo de subir), decidiu voltar às origens. "O Trofense é o meu clube de coração, é onde me sinto bem e acarinhado, tanto pelo clube como pela cidade".

Depois de uma época atribulada no Boavista, Fernando Dinis pretende vingar no emblema da Trofa. Apesar de se Reforços do Cd Trofensesentir prejudicado pela mudança sistemática de técnicos a época passada, o jogador saiu sem "ressentimentos". "Crescer e ajudar o Trofense a atingir a permanência" são as metas a que se propôs para esta temporada.

Do primeiro treino, Toni só podia retirar uma ilação: "muita vontade demonstrada pelos atletas". O técnico explicou que ainda é muito cedo para avaliar a qualidade dos jogadores, no entanto, foi "agradável assistir à disponibilidade de cada um. O plantel ainda não está fechado e é natural que logo desde o início os atletas queiram mostrar serviço. Até porque com a entrada de reforços, vamos ser obrigados a dispensar alguns, porque não queremos um conjunto muito alargado".

O campeonato é objectivo máximo, no entanto, Toni não descarta a possibilidade da equipa ter uma boa prestação nas restantes provas, Taça da Liga e Taça de Portugal.

A primeira começa já a 4 de Agosto, altura em que o conjunto da Trofa tem um mês de trabalho: "acho que a possibilidade de se jogar com mais regularidade, como a meio da semana e ao domingo vai trazer benefícios tanto para o clube como para o futebol. Para a equipa, competir mais vezes garantirá mais assiduidade e equilibrio no seio do plantel", referiu.

Com treinos agendados até sábado, o grupo parte para Rio Maior no dia 15 de Julho para um estágio que se prolongará até dia 21. Em paralelo o primeiro jogo de preparação realiza-se na Trofa, no dia 11 com o recém-promovido à Liga Bwin, Leixões, e no dia 18 defronta o Fátima, equipa que ascendeu à Liga Vitalis. Para o dia 21 está marcado um jogo com o Caldas.